Páginas

23.9.16

Prestando Contas: fechando agenda do Diretor de Saúde (DF)



Reunião com nossos trabalhadores da Cassi em Brasília.

Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Estamos encerrando a agenda de trabalho da semana. Após os dois primeiros dias, onde nosso foco central foi na pauta da reunião de Diretoria Executiva, tivemos boa agenda de gestão interna.

Nesta semana não tivemos compromissos em outros estados e pudemos estudar muito nossa entidade e o setor de saúde, que vive grave crise e sem perspectivas de melhora no próximo período. Além desse fator externo à Cassi (mas a Caixa de assistência depende de rede credenciada em seu modelo assistencial), estamos no meio da campanha salarial dos bancários e o resultado das negociações de data base da categoria é fundamental para o Plano de Associados, que tem sua perna da receita vinculada à remuneração dos trabalhadores do BB.

Fiz artigo abordando os efeitos negativos para a Cassi da proposta de índice abaixo da inflação feita para os bancários, proposta rejeitada pela categoria que está em greve desde o dia 6 de setembro. Leia AQUI o artigo a respeito.

A crise no setor de saúde suplementar - os planos de saúde -, tem como uma de suas causas a relação difícil com o segmento de prestação de serviços de saúde - hospitais, empresas de diagnose, clínicas e profissionais de saúde em geral -, e isso tem causado impacto profundo nas despesas assistenciais dos planos de saúde, principalmente naqueles que não visam lucro como a Cassi, que é uma autogestão dos funcionários do Banco do Brasil. 

Nós não vendemos planos só onde temos interesse econômico como os planos de mercado, nós recebemos cotidianamente novos associados e participantes independente do perfil e da região do país porque atendemos e cuidamos do funcionalismo do patrocinador BB. Tenho explicado essa característica de nossa autogestão à comunidade de assistidos.

Fizemos reunião de gestão com nossa equipe gerencial. A Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento da nossa Caixa de Assistência, da qual sou responsável, está realizando estudos e preparando apontamentos e contribuições em relação à proposta que o patrocinador Banco do Brasil fez às entidades sindicais e associativas no último dia 5 de setembro. Estaremos prontos para apresentar a nossa contribuição assim que as entidades forem se reunir com o banco para darem sua resposta à proposta. Como as entidades sindicais só terão condições de consultar suas bases quando a campanha salarial terminar, estaremos com nossas contribuições prontas assim que acabar a greve da categoria.


Conversa com os funcionários da CliniCassi Brasília Sul

Como gestor eleito pelos associados e que acredita bastante nos princípios da democracia e nos direitos coletivos e também na ética de envolver as pessoas nos processos que desenvolvemos, tenho muita necessidade de me reunir com os trabalhadores e conversar a respeito de nossa entidade de saúde, porque nas reuniões com associados, entidades e com os funcionários da própria Cassi, construímos conhecimento juntos e qualificamos o nível de informação que a comunidade tem sobre a Cassi, seu modelo assistencial e as estratégias que estamos adotando para chegar a nossos objetivos.

Na semana passada, estive reunido com duas grandes entidades de aposentados para debater os temas da Cassi e da saúde. Também conversei com muitos funcionários da Cassi. Nesta sexta, fechamos a semana de trabalho nos reunindo com os funcionários da CliniCassi Brasília Sul.

Falamos com nossa equipe de trabalhadores, verdadeiro patrimônio da Cassi e dos funcionários do Banco do Brasil, a respeito da gestão que estamos realizando, dos projetos que temos para fortalecer a Atenção Integral e a Estratégia Saúde da Família (ESF), as dificuldades que temos encontrado como gestores das unidades administrativas e de atendimento à saúde, porque estivemos sob orçamento contingenciado praticamente desde que chegamos à gestão. Também abordamos detalhes da proposta feita pelo patrocinador BB às entidades representativas e das contribuições e pontos centrais que vamos abordar para qualificar a proposta no sentido de garantir perspectivas de sustentabilidade durante os 3 anos de duração dos efeitos da proposta do banco.

Enfim, fechamos com chave de ouro nossa semana por termos nos reunido com nossa equipe da CliniCassi e com nossas gerências para pensar Cassi, pensar soluções para a Cassi em face dos contextos que enfrentamos.

Abraços a tod@s os meus pares da classe trabalhadora. Preciso descansar neste fim de semana porque estou exausto e a semana que vem será de jornadas absurdas com reunião de Diretoria Executiva, Conselho Deliberativo e Conselho Fiscal.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)



CliniCASSI Brasília-Sul

(Fonte: site da Cassi - modificado em: 10 Maio 2016)


Endereço: SGAS 613 Conjunto E Bloco A L2 – Asa Sul, - Asa Sul - Brasília - DF - 70200-903
Telefone: (61) 3218-7400
E-mail: clinicassi.bsbsul.df@cassi.com.br
CNPJ: 33.719.485/0020-90


Horário de atendimento: de 2ª a 6ª feira, das 8 às 18h
Serviços:
Consulta com médico de demanda espontânea sem horário agendado
Consulta agendada com médico de família e enfermeiro
Perícia médica para autorização de procedimentos
Saúde ocupacional (Exame Periódico de Saúde, avaliação ocupacional, exame admissional, exame demissional, exame de retorno ao trabalho e homologação de licença saúde
Autorização de medicamentos de uso contínuo da Assistência Farmacêutica
Programa de Atenção Domiciliar
Autorização e gerenciamento de cuidados em saúde mental e para pessoas com deficiência
Programa de Controle do Tabagismo- TABAS
Gerenciamento de doenças crônicas

Gerente de CLINICASSI - Larissa Picarelli de Arruda

Nenhum comentário: