Páginas

22.4.16

Apoio e voto na Chapa 2 Juntos pela Cassi


Daqui a pouco se encerra o processo democrático de eleição na Cassi e reafirmo aqui novamente a minha opinião registrada no blog no dia 11 de abril sobre o processo eleitoral deste ano de 2016.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (eleito em 2014)




Olá companheir@s e colegas do BB,

Começa hoje dia 11 e vai até dia 22 a votação nas eleições da Cassi. A Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil é a maior entidade de autogestão em saúde do país.

A metade da direção da nossa entidade é eleita pelo Corpo Social e a outra metade é indicada pelo banco. Neste ano vamos eleger a Diretoria de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes e parte dos Conselhos Deliberativo e Fiscal.



VOTAR E FORTALECER A PARTICIPAÇÃO SOCIAL NA CASSI

A primeira mensagem que passo a cada associada e associado da Cassi é no sentido de fortalecer o direito ao voto e à democracia que conquistamos em nossa entidade de saúde dos trabalhadores. Falei muito sobre isso nas eleições que participei e fomos eleitos em 2014. 

Em 2016, temos 3 chapas inscritas com colegas da ativa e aposentados. Vamos respeitar todos os candidat@s, ouvir e analisar as propostas e votar em uma das chapas inscritas. Quanto mais votos válidos tivermos, melhor e mais fortalecida sairá nossa Caixa de Assistência deste processo democrático.


POR QUE APOIO A CHAPA 2 JUNTOS PELA CASSI?

Como conheço componentes das três chapas inscritas, e como um dirigente deve se posicionar e dizer a sua opinião sobre as questões de nosso mundo do trabalho e de nossa vida em sociedade, porque espera-se a tomada de decisões de representantes dos trabalhadores, apresento aqui minha opinião e razões pelo apoio e voto à Chapa 2 Juntos pela Cassi.

Eu não tenho dúvidas em afirmar que num momento delicado de crise política e econômica no Brasil e no mundo, em um contexto de grave crise no setor de saúde pública e privada e, sobretudo, num momento de embates entre Banco do Brasil e associados para definir como se resolve o déficit no plano de saúde dos funcionários, a melhor chapa para a Cassi é a que tem o apoio dos principais sindicatos de bancários do país porque só com a força do movimento sindical teremos capacidade de frear o ímpeto do patrão patrocinador Banco do Brasil em reduzir custos e despesas tirando direitos em saúde dos associados da Cassi da ativa e aposentados. 

Posso afirmar aos associados com o conhecimento de quem está na gestão e na relação diária com os problemas que a Cassi enfrenta que a maior parte dos problemas da nossa entidade de saúde tem origem externa à Cassi e também temos questões a resolver com o nosso patrocinador BB.

Nós associados da Cassi e funcionários da ativa e aposentados de um banco público, um banco de governo, teremos um período de muita instabilidade pela frente no que diz respeito principalmente a direitos trabalhistas e sociais. A crise mundial e brasileira exigirá muita unidade de classe e muito poder de enfrentamento sindical.



COMPOSIÇÃO DA CHAPA 2 JUNTOS PELA CASSI

A Chapa 2 Juntos pela Cassi tem representações de pessoas formadas na luta pelos direitos dos bancários e também na área da saúde em suas bases sociais. Contou com a indicação de lideranças dos sindicatos de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Ceará, Brasília, e apoio da maioria dos sindicatos e federações das regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. 

A Chapa 2 Juntos pela Cassi representa todos os segmentos de associados porque é composta por 4 mulheres e 5 homens, tem colegas da ativa pré 1998 e pós 1998, tem colegas aposentados e tod@s têm trabalho e atuação na área de saúde, em Conselhos de Usuários e experiência na gestão da nossa Caixa de Assistência como a diretora Mirian Fochi, os conselheiros Mário Engelke, Eduardo Marinho e João Maia.


APOIO DAS ENTIDADES SINDICAIS TEM SIDO FUNDAMENTAL PARA MANUTENÇÃO DOS DIREITOS NA CASSI

Na história das lutas entre banco e bancários são os sindicatos que sempre fizeram e fazem a diferença. Não fosse termos levado a questão do déficit da Cassi para a mesa dos sindicatos desde o final de 2014, o banco já teria imposto suas propostas de transferir o Fundo de 6 BI pondo em risco os direitos dos aposentados ou já teria aumentado as coparticipações e mensalidades, com criação de franquia sob internação de 1.500 reais. ISSO É FATO! Foi a força dos sindicatos em conjunto com as demais entidades associativas e os eleitos na Cassi que permitiu manter direitos até hoje.

Peço também o voto na Chapa 2 liderada pela companheira Mirian Fochi porque nosso trabalho conjunto neste período de forte crise no setor de saúde e na economia do país, nos permitiu apresentar propostas concretas - PROPOSTAS QUE ESTÃO NA MESA DE NEGOCIAÇÃO - para avançar na gestão da Cassi e ampliar o modelo assistencial de Atenção Integral, fazendo promoção de saúde e prevenção de doenças através da Estratégia Saúde da Família (ESF). 

Mesmo vivendo em um período de crises, conseguimos manter todos os direitos dos associados e nosso mandato tem sido pautado pela transparência, gestão republicana em trazer todas as lideranças e entidades representativas do funcionalismo da ativa e aposentados para lutarmos juntos em defesa da Cassi e dos direitos dos associados. E queremos fortalecer os Conselhos de Usuários cada vez mais.

Essa é a minha opinião de forma sincera e racional sobre o momento que vivemos e o que entendo que seja melhor e dê mais perspectivas para o próximo período de lutas em nossa querida Caixa de Assistência - Cassi.

Abraços a tod@s,

William Mendes

Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (eleito)

Nenhum comentário: