Páginas

19.5.17

Cassi - Cuidado Periódico de Saúde (CPS)


(reprodução de matéria)



Protocolo de saúde da Cassi orienta cuidados para todas as fases da vida


A Caixa de Assistência desenvolveu um documento que auxilia os profissionais de saúde das CliniCassi a fazerem as melhores orientações para a saúde dos participantes de todas as faixas etárias e diversas fases da vida.

Chamado de Cuidado Periódico de Saúde (CPS), o documento reúne as melhores práticas de saúde e estabelece orientações adequadas voltadas para prevenção de doenças ou agravos e orientações na promoção da saúde. 


As ações preventivas caminham em uma linha de atenção ao paciente que se inicia antes mesmo do nascimento, por meio de medidas de aconselhamento à gestante, até a velhice. O objetivo é fornecer dados para que os pacientes tenham saúde adequada e qualidade de vida, produzindo bem-estar e não apenas tratando doenças.

Para a psicóloga da Unidade Cassi Goiás, Daniele Pereira e Silva Vilela, “o CPS é um guia completo em saúde que nos estimula a acompanhar as pessoas de forma integral. Particularmente me ajuda muito quando necessito buscar orientações sobre triagem dos transtornos mentais mais incidentes em nossa população”.

O documento aborda orientações englobando temas como: hábitos de vida, aconselhamento, rastreio de doenças, exames e vacinação.

“O material apresenta as melhores escolhas na hora de solicitar os exames, fazer rastreamento e prestar uma assistência voltada para a necessidade de cada paciente, de acordo com a idade e gênero”, avalia a enfermeira da CliniCassi Maringá, Ana Paula Trevizam Kerches Tiessi.

O participante Carlos Augusto Schirmer conta que foi atendido pela enfermeira na CliniCassi Santa Maria e recebeu orientações de como se cuidar. “Nós, os idosos, somos descuidados com os detalhes. Fui informado de alguns detalhes para melhorar o diabetes e colesterol e outras orientações que melhoraram muito a minha qualidade de vida”.

Atualização

O CPS foi criado pela Caixa de Assistência com base em evidências científicas. Isso permitirá que os profissionais da Cassi tenham acesso fácil aos melhores cuidados em saúde, visando contribuir para a qualidade do atendimento clínico e atualização dos profissionais.


Fonte: site da Cassi (10/5/17)


Post Scriptum:

São tantos os desafios que temos ao sermos um representante eleito pelos trabalhadores em entidade de saúde de autogestão, gerida no modelo de governança "paritária", com metade eleita e metade indicada pelo patrão (banco)...

Vou encerrar a semana de trabalho replicando uma matéria informativa de nossa Caixa de Assistência sobre nossos programas e linhas de cuidado, centrais em nosso modelo assistencial baseado na Atenção Integral à Saúde, que na Cassi se dá pela Atenção Primária (APS) e Estratégia Saúde da Família (ESF), através das CliniCassi.

Nos últimos meses, temos conseguido publicar mais matérias de saúde no site de nossa autogestão Cassi. Isso é um avanço importante porque comunicação sobre saúde é fundamental. Nós sempre cobramos melhorias neste setor da Cassi e os associados também cobram. As melhorias estão acontecendo e eu fico feliz por isso e parabenizo a área de Marketing e Comunicação pelo trabalho que vem sendo realizado.

Estou cansado. Tivemos uma semana idêntica às outras. Trabalhamos em 3 turnos todos os dias - manhã, tarde e noite. Foi a semana de reunião do Conselho Deliberativo também. Vamos encerrar a semana de trabalho.

Abraços,

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014-18)

17.5.17

Cassi realiza a IX Conferência de Saúde em PE


(reprodução de matéria)

Mesa e plenário da Conferência de Saúde em Pernambuco

A Cassi Pernambuco e o Conselho de Usuários realizaram a IX Conferência de Saúde, no último dia 12 de maio.

O evento, ocorrido no auditório da Gepes, reuniu 123 convidados, entre funcionários da ativa, aposentados e representantes de entidades ligadas ao funcionalismo. Estiveram presentes, também, o presidente da Cassi, Carlos Célio de Andrade Santos, o Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, Humberto Almeida, o Diretor de Saúde e Rede de Atendimento, William Mendes de Oliveira e o Presidente do Conselho Deliberativo, Fabiano Félix do Nascimento.

Na palestra “Cassi: O Desafio do Modelo de Atenção Integral à Saúde”, tema da Conferência, o Diretor de Saúde, William Mendes, falou sobre a relevância do fortalecimento da Estratégia Saúde da Família como parte essencial do projeto de reorganização do sistema de saúde da Cassi, apresentou dados relativos aos atendimentos em Pernambuco, e ressaltou a importância do convênio PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional), parceria entre a Caixa de Assistência e o BB, que garante promoção da saúde e prevenção de doenças.

O Diretor de Planos de Saúde, Humberto Almeida, contextualizou o público sobre o ambiente do mercado de saúde ao qual a Cassi está inserida e convidou os jovens funcionários do Banco a contribuírem por meio de conhecimento e da compreensão do funcionamento da Instituição.

O Relatório Anual 2016 e o Memorando de Entendimentos foram os assuntos destacados na apresentação do Presidente da Cassi, Carlos Célio. O dirigente demonstrou como está a saúde financeira da Caixa de Assistência, destacou a importância do variado conteúdo das palestras ministradas no evento e relembrou a lógica de atuação da Cassi, que se diferencia dos demais modelos privados de assistência à saúde.

Ao final, o Presidente do Conselho Deliberativo, Fabiano Félix, destacou a importância da participação social como forma de pertencimento à Instituição e do comprometimento de todos para a retirada da Caixa de Assistência da situação financeira na qual se encontrava em 2014.


Fonte: site da Cassi (com inclusões do Blog)

16.5.17

Cassi realiza a IX Conferência de Saúde no RN


(reprodução de matéria)


Mesa e plenário da Conferência de Saúde
no Rio Grande do Norte.

A Cassi Rio Grande do Norte e o Conselho de Usuários do Estado promoveram, dia 11 de maio, a IX Conferência de Saúde.

O evento reuniu cerca de 70 participantes na AABB de Natal, entre funcionários da ativa e aposentados, representantes de entidades ligadas ao funcionalismo, Superintendência e Gepes. A Caixa de Assistência foi representada pelo Presidente Carlos Célio de Andrade, pelo Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, Humberto Almeida e pelo Diretor de Saúde e Rede de Atendimento, William Mendes.

O tema da Conferência foi “Cassi: O desafio do modelo de atenção integral à saúde”, com palestra conduzida pelo Diretor William. Durante a sua apresentação, Mendes destacou as dificuldades enfrentadas pela Caixa de Assistência, especialmente nos anos de 2015 e 2016, e ressaltou a importância do trabalho desenvolvido por todos para o fortalecimento do modelo de atenção à saúde adotado pela Instituição.

O Diretor de Planos de Saúde, Humberto Almeida, apresentou em sua explanação, “Cassi e seus desafios”, um panorama da realidade atual dos sistemas de saúde e como a Instituição está inserida neste contexto, além de demonstrar quais ações tem procurado desenvolver para vencer os desafios da atualidade.

O Presidente da Cassi, Carlos Célio de Andrade, fez uma abordagem sobre o Relatório Anual 2016, os avanços obtidos pela Caixa de Assistência e as etapas do acordo feito com o Banco do Brasil, e como estão disponíveis todos esses dados no site da Cassi, com acesso simples e de fácil navegação. “Precisamos de uma Cassi cada dia mais forte”, salientou o Presidente.

Ao final do evento, os novos representantes do Conselho de Usuários para o biênio 2016-2018 foram empossados.


Fonte: site da Cassi

13.5.17

Cassi - Fechando agenda do Diretor de Saúde (RN e PE)


Reunião de gestão com a nossa equipe de
trabalhadores da Cassi RN. Temos muito
respeito por esses profissionais!

"Solidariedade - Pautamos nossas ações por meio de uma relação de responsabilidade, interesse e apoio mútuos.

Ética e transparência - Trabalhamos com integridade, profissionalismo e transparência, apoiando nossas ações na honestidade.

Gestão participativa - Planejamos e executamos ações de forma participativa, integrada e competente para garantir a realização dos objetivos da Instituição.

Valorização dos trabalhadores - Contribuímos continuamente para um ambiente propício à motivação e desenvolvimento pessoal e profissional dos trabalhadores.

(Alguns dos princípios da Cassi)


Olá prezad@s associados e participantes da Cassi e companheir@s de lutas,

Chegamos a Brasília neste sábado, fechando a semana de trabalho após a agenda que cumprimos em Natal (RN) e Recife (PE). A Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento é a responsável pelas políticas assistenciais de saúde da nossa autogestão e pela gestão da rede de unidades próprias nos Estados e DF.

Também somos responsáveis por promover a realização das atividades dos Conselhos de Usuários e a Cassi realizou em parceria com os Conselhos de Usuários do Rio Grande do Norte e de Pernambuco as duas primeiras Conferências de Saúde de 2017. 

Depois farei matéria específica sobre as Conferências. Quero aqui deixar o nosso agradecimento sincero pelo envolvimento e eficiência de nossas equipes de funcionários da Cassi que garantiram o sucesso dos encontros. E quero agradecer mais uma vez o apoio das entidades representativas e dos conselheiros por darem todo o suporte para a realização dos eventos.

Temos perseguido com vigor os princípios que balizam a nossa Caixa de Assistência como alguns que citei acima. A valorização de nosso quadro de trabalhadores é uma questão central na nossa gestão, desde o primeiro dia como Diretor de Saúde e Rede de Atendimento, lá em junho de 2014.

Realizamos uma excelente reunião com os funcionários da Cassi RN na tarde do dia 11/5/17. Ouvimos as questões colocadas pela equipe e esclarecemos dúvidas, assim como falamos do esforço que a Direção da Cassi tem feito para cumprir o princípio de valorização que baliza a Caixa de Assistência.

Reunião da Diretoria da Cassi com os trabalhadores da Unidade Cassi PE.
O Presidente, o Diretor de Planos de Saúde e o Diretor de Saúde
trataram de diversos temas com a equipe.
 

Da mesma forma, realizamos uma boa reunião com os funcionários da Cassi PE na manhã de sexta-feira 12/5/17. Nesta, pudemos contar com a presença de mais dois membros da Diretoria Executiva da Cassi, o Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes e o Presidente. Foi uma oportunidade interessante para os trabalhadores conversarem com a Governança da Cassi, falar das expectativas para o próximo período da instituição e também esclarecer diversas questões.

Foi uma semana bastante intensa com a nossa rotina de trabalho em três turnos - manhã, tarde e noite. Preciso dormir um pouco porque só dormi 3 horas nesta noite e na semana que vem falaremos um pouco das Conferências.

Abraços a tod@s,

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)


Post Scriptum:

Eu soube do falecimento do professor Antonio Candido (aos 98 anos) bem na hora que estava na Conferência de Saúde em Pernambuco. Fiquei muito triste. Acabei falando a respeito em minha saudação aos participantes do encontro. Figura adorável que tive o privilégio de vê-lo ministrando aula inaugural na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Aprendi muito com textos do professor sobre literatura, poesia, sociedade e política.

Professor Antonio Candido, PRESENTE!

9.5.17

Cassi - Opinião e agenda do Diretor de Saúde (DF, RN, PE)





Olá prezad@s associados e participantes da Cassi e companheir@s de lutas,

Mantendo nosso compromisso regular de prestar contas do nosso trabalho de representação dos associados na Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento da Cassi, estamos aqui trazendo a agenda desta semana.

A reunião semanal da Diretoria Executiva terminou nesta terça-feira por volta das dez horas da noite. Ao longo de um ano de trabalho, os diretores eleitos e indicados estudam, debatem e deliberam centenas e centenas de súmulas sobre os mais diversos temas da Caixa de Assistência. É uma tarefa técnica e política nossa que exige muitas horas de leitura, confecção de textos e que tais.

Nesta semana começam as Conferências de Saúde do ano de 2017. Serão 17 até novembro. Elas são fóruns de participação social muito relevantes para nós porque os conselheiros e conselheiras exercem um trabalho voluntário que fortalece a Caixa de Assistência, a relação entre os associados e sua autogestão e exercem controle social. 

Estaremos em Natal, Rio Grande do Norte, e em Recife, Pernambuco.

As entidades representativas e os conselheir@s de usuários de todos os Estados e DF sabem de meu apoio a eles e das lutas que empreendemos para realizarmos as Conferências de Saúde nos dois anos que não tivemos recursos para os eventos. Com força de vontade e acreditando na solidariedade, pedimos apoio às entidades sindicais e associativas e utilizamos recursos próprios para fazermos as 27 Conferências acontecerem em 2015 e 2016. Valeu a pena! Eu já participei de 36 Conferências e vou para mais 17 neste ano.

Vamos levar informações aos participantes sobre os desafios do Modelo Assistencial de Atenção Integral à Saúde. Assim como fizemos com o tema "Sustentabilidade da Cassi" nos anos anteriores, nossa intenção é compartilhar as informações técnicas e políticas com o conjunto de associados e lideranças sobre a nossa visão de representante eleito sobre o que é necessário para que a Cassi possa atingir seus objetivos estratégicos, estatutários e históricos como uma autogestão baseada na Atenção Primária e na Saúde da Família, com acompanhamento de sua população ao longo da vida.

Os desafios de uma representação eleita numa gestão como a da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil são muito grandes e são permanentes. A gente nem conta sobre o dia a dia nos bastidores, mas acreditem que colocamos toda a nossa energia, inteligência e princípios na defesa do conjunto de direitos históricos dos associados.

Abraços a tod@s,

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)

6.5.17

Cassi - Opinião e agenda de gestão do Diretor de Saúde



Agenda de gestão com equipe gestora da Unidade Cassi SP.

Olá prezad@s associados e participantes da Cassi e companheir@s de lutas,

Estamos fechando a nossa semana de trabalho pela Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil, a maior autogestão em saúde do País, no modelo de gestão compartilhada entre patrão e trabalhadores, cujo Modelo Assistencial é baseado na Atenção Integral à Saúde, com Atenção Primária (APS) e Estratégia Saúde da Família (ESF).

Nesta quinta e sexta-feira, estivemos em São Paulo, cumprindo agenda de gestão da Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento, Diretoria à cargo de um eleito pelos associados e responsável pela coordenação da aplicação das Políticas e Estratégias Assistenciais e pela Organização dos Serviços Próprios da Cassi (Art. 45, §2º, Inciso III do Estatuto Social), as 27 Unidades Administrativas nos Estados e DF e as Unidades de Atendimento à Saúde, as 65 CliniCassi hoje existentes (defendemos a instalação de novas unidades).

Nos reunimos por dois dias com a equipe gestora da Unidade Cassi SP, responsável pelo cuidado de mais de 100 mil participantes e que conta com 14 CliniCassi, e encerramos o encontro de trabalho muito satisfeitos com a avaliação técnica do planejamento estratégico da Unidade e expressamos aqui nosso sentimento de gratidão pelo comprometimento dos trabalhadores da Cassi, um dos maiores patrimônios dos associados da nossa Caixa de Assistência. Eu tenho um grande respeito pelos funcionários da Cassi e sou testemunha do valoroso quadro de profissionais que temos.

Ainda tivemos nesta semana, na Sede da entidade em Brasília, a reunião mensal do Conselho Fiscal da Cassi, composto por representantes eleitos pelos associados e indicados pelo patrocinador Banco do Brasil. E também tivemos uma reunião entre a Cassi, o Banco do Brasil e as entidades representativas dos associados signatárias do Memorando de Entendimentos para prestar contas sobre o Convênio de Cooperação Técnica Cassi e BB. (leia AQUI)


CONFERÊNCIAS DE SAÚDE 2017

A partir da semana que vem começam as Conferências de Saúde da Cassi e Conselhos de Usuários previstas para o ano de 2017. Serão 17 encontros neste ano.

Estaremos no Rio Grande do Norte e em Pernambuco para falar sobre o tema "Cassi: O desafio do Modelo de Atenção Integral à Saúde". Contamos com a participação das comunidades locais nos eventos, que também vão renovar os Conselhos de Usuários para o biênio 2017/19. 

Nós temos demonstrado ao longo de nosso mandato de representação (2014-2018) o quanto somos defensores dos Conselhos de Usuários e apostamos muito no fortalecimento da Participação Social na Cassi. 

Como a Diretoria de Saúde é responsável por promover a realização das atividades dos Conselhos de Usuários, como previsto nas normas da Cassi, traçamos em 2015 e 2016 estratégias solidárias e pedimos apoios das entidades representativas do funcionalismo para realizar as 27 Conferências sem recursos da própria Cassi, que me foram negados à época. Realizamos todas as Conferências num dos períodos mais difíceis da história da Cassi, ou seja, não só nos Estados maiores e com maior visibilidade, mas em TODOS os Estados, e temos isso guardado em nosso coração.

Vamos começar as Conferências de 2017 e o momento é de todos os associados e lideranças acompanharem os debates sobre a Cassi, o Modelo Assistencial e os direitos dos associados. Precisamos dos participantes atentos aos encaminhamentos oriundos do Memorando de Entendimentos, acordo feito com o Banco do Brasil após quase dois anos de lutas unitárias em defesa da Solidariedade e dos direitos em saúde na Cassi. 

Como eleito e como um dos artífices do processo de sair das discussões internas da operadora de autogestão em saúde sobre o déficit em 2014 e buscar os associados e suas entidades representativas para mudar as propostas do patrão, que só oneravam os trabalhadores, e chegarmos a uma proposta que partilhou responsabilidades pela sustentabilidade do Plano de Associados com recursos extraordinários das duas partes - patrão e associados -, AFIRMO a vocês que os direitos históricos conquistados por nós em relação ao modelo assistencial e de custeio, de gestão e cobertura estarão em jogo neste ano de 2017 e sem vocês, associados e participantes, mobilizados e bem informados por nós, que representamos os interesses do Corpo Social, os riscos de perdas serão maiores no processo entre 2017 e 2019, período de definição do futuro da Cassi.

Abraços e bom fim de semana a tod@s!

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)

4.5.17

Apresentação do Convênio Cassi/BB reúne entidades da mesa de negociação


(reprodução de matéria da Contraf-CUT, uma das entidades da mesa de negociação Cassi e BB)

Reunião entre A Cassi, o Banco do Brasil e as entidades
representativas dos associados da Cassi. Foto: Guina Ferraz.

Reunião foi oportunidade para prestar esclarecimentos sobre o Convênio de Cooperação Técnica

04/05/2017


Foi realizada, pela Cassi, nesta quarta-feira (03/05), a segunda reunião de prestação de informações relativas ao andamento dos trabalhos e à implementação das propostas e projetos acordados, de acordo com o item 4 do Memorando de Entendimentos, firmado em 21/10/2016, entre o Banco do Brasil e as entidades representativas do funcionalismo do BB.

O acordo, firmado entre a Cassi e BB, foi apresentado na íntegra do Convênio de Cooperação Técnica, n° 007/7088, de 07/12/2016, e formaliza os repasses dos valores previstos no Memorando via ressarcimento de serviços. A apresentação do inteiro teor do Convênio de Cooperação Técnica foi demanda das Entidades na primeira mesa de prestação de contas, realizada em 08 de março.

O Convênio de Cooperação Técnica BB e Cassi especificou os prazos e condições previstas no acordo bem como os programas que serão ressarcidos, tais como: Despesas de Programas vigentes como Atenção Domiciliar (PAD); Assistência Farmacêutica (PAF); Coberturas especiais e estrutura própria (CliniCassi), vinculadas ao Plano Associados para ativos, aposentados, pensionistas e dependentes.

A reunião foi uma oportunidade para solicitar esclarecimentos sobre o Convênio de Cooperação Técnica e também sobre o andamento do cronograma de execução das demais ações contempladas no Memorando, negociado entre as Entidades e o Banco do Brasil. (acesse AQUI o memorando)

O encontro contou com a presença da Diretoria Executiva da Cassi, membros do Conselho Deliberativo, representantes do Banco do Brasil e técnicos da Cassi.

Após conhecimento da integralidade do Convênio de Cooperação Técnica, as Entidades Signatárias do Memorando de Entendimentos, que participaram da Mesa de Negociações da Cassi, certificaram que o seu conteúdo está de acordo com o Memorando assinado e o acompanhamento da execução tem sido feito pela Governança da Cassi, com as prestações de contas às entidades, ao Corpo Social, ou a qualquer tempo com solicitação de reuniões extraordinárias das entidades se necessário.

Para maior transparência, a Cassi informou que criou um hot site no seu portal na web para informações sobre o cronograma, andamento das execuções previstas no Memorando, incluindo as prestações de contas para as entidades.

O hot site pode acessado no endereço:



Fonte: Contraf-CUT


Post Scriptum:

Olá prezados associados da Cassi, participantes e lideranças dos associados, a reunião no dia de ontem (03/5/17) na sede da Cassi foi muito positiva. Tiramos as dúvidas das entidades representativas dos trabalhadores e associados signatários do Memorando de Entendimentos.
Eu reforcei a minha opinião de que uma das questões mais importantes nestes próximos anos, durante o período de vigência do Acordo (dez/2016 a dez/2019), construído após quase dois anos de lutas pelos direitos em saúde entre nós associados e o patrocinador-patrão Banco do Brasil, foi manter de forma permanente a mesa negocial entre as entidades Contraf-CUT, Contec, Aafbb, Anabb e Faabb, com apoio dos dirigentes eleitos pelos associados na Cassi.
Temos que fortalecer a democracia na Cassi e demais entidades dos trabalhadores do Banco do Brasil e uma das formas de fazermos isso é fortalecer a representação das entidades dos trabalhadores. Quando saímos de dentro da governança da Cassi em novembro de 2014 e fomos procurar as entidades sindicais da Contraf-CUT para pedir apoio para construir calendário de mobilização, unidade e mesa de negociação sobre a Cassi, tínhamos convicção que a melhor forma de discutir em pé de igualdade o déficit do Plano de Associados da Cassi com o patrão era através das entidades dos trabalhadores. Fomos exitosos! Saímos de duas propostas do patrão sem nenhum recurso dele e fechamos acordo com o Banco do Brasil colocando quase 1 bilhão de recurso extra na Cassi.
Neste período de vigência do Memorando de Entendimentos temos que apostar e confiar na Unidade das entidades para cobrarmos qualquer questão que acharmos relevante quando o tema for Cassi e os direitos em saúde dos associados e participantes. Eu acredito nisso como diretor eleito pelos associados. Por isso busquei apoio nas entidades e nos associados para chegar a outra proposta que não fosse semelhante às duas primeiras que o Banco fez (em 2014 e 2015). Os direitos dos associados seguem em risco entre 2017 e 2019, mas devo apostar na unidade das entidades dos associados. para ampliar o modelo de saúde da Cassi e não abrirmos mão de nenhum direito dos associados.
William Mendes

2.5.17

Cassi - Relatório Anual é aprovado pelos associados


(reprodução de matéria do site da Cassi)
Relatório Anual Cassi é aprovado pelos associados

Publicado em: 28/04/2017


A consulta ao corpo social encerrada às 18h de sexta-feira, 28 de abril, resultou na aprovação do Relatório Anual Cassi 2016.


O Relatório Anual reúne informações sobre as principais ações da Instituição, as demonstrações contábeis e respectivas notas explicativas, e a análise econômico-financeira, referentes ao exercício de 2016. A consulta aos associados sobre as atividades e resultados da Cassi está prevista no Estatuto Social da Cassi. Antes de ser divulgado e colocado em votação, o documento é aprovado pelo Conselho Deliberativo e os dados contábeis recebem parecer de auditoria independente e do Conselho Fiscal.


Além das informações exigidas pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e pelo Estatuto Social da Cassi, o Relatório traz o capítulo Análise econômico-financeira: o desempenho da Instituição apresentado em tabelas, gráficos e textos em linguagem mais acessível, para facilitar o acompanhamento por parte dos associados.


Resultado da votação
VOTOSSISBBTAATOTAL
SIM24.2359.742 33.977
NÃO9.1914.913 14.104 
BRANCO13.3541.047 14.401 
NULO21.373584 21.957 
TOTAL68.15316.286 84.439

Para ver o resultado da votação, com votos por público (ativos e aposentados) e por UF clique aqui.

27.4.17

33º Boletim "Prestando Contas Cassi" destaca Participação Social em 2017




O 33º Boletim do mandato do Diretor de Saúde e Rede de Atendimento da Cassi “Prestando Contas” já está disponível na página de publicações do site da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT).

A publicação destaca a agenda das Pré-conferências e Conferência de Saúde da Cassi e dos Conselhos de Usuários dos Estados e DF, que reúnem associações de participantes, representantes dos planos de saúde Cassi e de outros segmentos do funcionalismo do Banco do Brasil e discutem, de forma democrática e participativa, a saúde no contexto da Cassi.

O Boletim traz ainda informações sobre o VIII Encontro Nacional dos Conselhos de Usuários e sobre a agenda de gestão das áreas de Saúde da Cassi.

Acesse o Boletim diretamente na versão em PDF clicanco AQUI e para impressão em gráfica (AQUI) ou vá na área de publicações do site da Confederação.

Fonte: Contraf-CUT com alterações do Blog

25.4.17

Cassi - Agenda e opinião do Diretor de Saúde





Olá prezad@s associados e participantes da Cassi e companheir@s de lutas,

Cá estou em nosso espaço de comunicação e prestação de contas do mandato de representação em nome dos associados da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil, a maior operadora de autogestão em saúde de nosso País.

O Relatório Anual Cassi 2016 continua à disposição dos associados para apreciação até a próxima sexta-feira 28 de abril.

Como grande defensor que sou da participação social e maior pertencimento por parte dos associados, peço que todos leiam e se manifestem nos canais disponíveis para os associados votarem. É um momento de fortalecimento da democracia em nossa entidade de saúde. Procuramos agregar as informações contábeis legais, como previsto na legislação, e também acrescentamos diversas informações gerenciais e sociais para empoderar os associados sobre nossa autogestão. Veja mais AQUI.


Nossa semana de trabalho é toda em Brasília, na sede da Cassi. Nesta semana temos reunião do Conselho Deliberativo, além das reuniões internas de praxe.

O Brasil e o povo brasileiro passam por momentos difíceis em relação à economia, política, direitos sociais e valores. É fundamental que a classe trabalhadora busque unidade para enfrentar os ataques severos que tem sofrido em seus direitos históricos. 

Fiquem atentos com as fontes de informação que vocês têm como referência. Os meios de comunicação cartelizados e monopolizados por alguns empresários não são os melhores meios de informação para os trabalhadores e seus familiares. Eles têm lado, o deles mesmos, grupos econômicos que vivem às custas da renda e patrimônio públicos.

Eu dediquei os últimos três anos de minha vida de forma integral às causas da Cassi e Associados e ao estar revisando nossas centenas de matérias feitas para os participantes e para as entidades representativas e Conselhos de Usuários, percebemos que valeu a pena o esforço feito para cumprir os princípios e compromissos com os quais nos comprometemos lá em 2014.

Estou terminando a revisão do ano de 2015 das postagens em nosso Blog e ao perceber o cansaço físico que sentimos às vezes, vemos que trabalhamos em 3 períodos do dia o mandato inteiro. 

Eu afirmo que a forma como me dedico à Cassi e à defesa dos direitos em saúde dos associados é o mínimo que poderia fazer para estar à altura da dedicação e esforço feito por cada um de nossos funcionários da Cassi, tanto das Unidades Administrativas e das 65 CliniCassi, quanto da Central Cassi, Cepag e todas as equipes na Sede em Brasília.


OS DIREITOS DOS ASSOCIADOS SEGUEM SOB AMEAÇA E PEÇO QUE TODOS NOS ACOMPANHEM NA GESTÃO DA CASSI

Como militante político e como gestor eleito pelos associados, dedico cada dia à tentativa de manter o corpo social da Cassi alerta para qualquer chamada que precisemos fazer a ele porque, na minha leitura e opinião, os direitos dos associados estão sob risco da mesma forma que estiveram durante a etapa de luta superada entre 2014 e 2016, quando o patrão tentou transferir para os associados todo ônus do déficit do Plano de Associados e após 2 (dois) anos de lutas unitárias, superamos duas propostas ruins do Banco e na terceira proposta, feita no final de 2016, aprovamos porque o BB assumiu também com recursos sua parte na responsabilidade pela sustentabilidade da Cassi. Mas a luta segue a mesma.

Peço que as entidades representativas, as lideranças dos associados e cada um de vocês mantenham-se alertas para nossas prestações de contas e para a luta por ampliar o Modelo Assistencial da Cassi, com Atenção Primária, Estratégia Saúde da Família (ESF), mais CliniCassi e maiores equipes, Programas de saúde para diversos segmentos de doentes crônicos e grupos de risco e atuamos na promoção de saúde e prevenção de doenças. 

As diretorias dos eleitos, a de Saúde e Rede de Atendimento e a de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, são aquelas responsáveis pelas atividades-fim da Cassi e têm equipes técnicas competentes, têm projetos e propostas para ampliar a eficiência e a sustentabilidade da nossa autogestão. O que a Cassi precisa é que os projetos possam avançar efetivamente, porque nossa entidade tem números muito expressivos se comparada com qualquer outra operadora do setor de saúde suplementar e não temos tempo a perder.

Abraços a tod@s,

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)