Páginas

29.5.17

Conferência de Saúde do DF debate os desafios da Cassi


(reprodução de matéria)

Da esquerda para a direita, Fernando Carlos Pelisser,
William Mendes de Oliveira, Carlos Célio de Andrade Santos,
Humberto Santos Almeida e Denis Corrêa. Compuseram
também a mesa de abertura o gerente da Gepes Brasília,
Miguel Ângelo dos Reis e Arruda, o presidente da Anabb,
Reinaldo Fujimoto, o coordenador do Conselho de Usuários,
Cláudio Alberto do Nascimento, o presidente do Sindicato dos
 Bancários do DF, Eduardo Araújo, e o gerente da
Unidade CASSI DF, Alberto Alves Junior.

Publicado em: 26/05/2017 (site Cassi)


Os desafios da Caixa de Assistência foram apresentados e debatidos com participantes durante a VIII Conferência de Saúde da Cassi DF, realizada na quarta, 24, no auditório da Sede do Banco do Brasil em Brasília. Na ocasião, foram homologados os nomes dos integrantes do Conselho de Usuários do Distrito Federal para o Biênio 2017-2019. O evento também abriu espaço para reflexões sobre o protagonismo do paciente na busca da segurança do seu atendimento, sobre escolhas alimentares e sobre a saúde do trabalhador, temas abordados por especialistas nesses assuntos.


A Diretoria Executiva da Cassi participou da Conferência, junto a representantes do Banco do Brasil e de entidades ligadas aos funcionários da ativa e aposentados do BB, beneficiários e trabalhadores da Cassi. O Presidente da Caixa de Assistência, Carlos Célio de Andrade Santos, apresentou as ações para aumentar a proximidade com os participantes, como a criação de sites com informações relevantes sobre a Instituição – Prestação de Contas e Relatório Anual –, e anunciou ainda o lançamento, em breve, de novos canais que favorecerão a transparência e uma maior facilidade de acesso a serviços e notícias sobre os planos.


Carlos Célio mostrou também os resultados financeiros do primeiro bimestre de 2017, que já apontam os efeitos da contribuição extraordinária e do ressarcimento de despesas pelo Banco do Brasil, reflexo do Memorando de Entendimentos assinado em novembro, entre o BB e entidades representativas dos funcionários. “Precisamos, agora, de ações estruturantes voltadas à sustentabilidade da Cassi. Não será fácil, mas temos condições de fazer um bom trabalho”, afirmou o Presidente.


O Diretor de Administração e Finanças, Denis Corrêa, defendeu uma “mobilização para que os beneficiários participem do dia a dia da Instituição e acompanhem seus resultados”. Ele definiu a Conferência como ambiente importante para a reflexão sobre o papel de cada participante. “Temos um grande desafio pela frente, que é o de construirmos pontes sólidas que deem sustentabilidade e a perenidade para a nossa Cassi.”


O Diretor de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, Humberto Santos Almeida, destacou a relevância do Conselho de Usuários para a Caixa de Assistência. “Neste espaço os participantes conhecem melhor o que é a Cassi, entendem quais os desafios e se comprometem com este legado.” Sobre sua Diretoria, falou da adequação do quadro de prestadores, com ajustes de contratos, da abertura do Plano Cassi Família para parentes até o quatro grau de funcionários do Banco e da meta de melhorias na Central Cassi. “Desejamos ter um salto de qualidade na rede credenciada, adequar as despesas à receita, buscando reduzir os desperdícios com materiais especiais e exames e também reduzir a judicialização.”


O Diretor de Saúde e Rede de Atendimento, William Mendes de Oliveira, defendeu a manutenção dos modelos de contribuição e de assistência, focado na atenção primária, adotados pela Cassi. “Temos o modelo mais abrangente entre as operadoras: fazemos promoção de saúde, prevenção e reabilitação.” William informou que a Cassi vai aprimorar a forma de cuidado implantando a rede referenciada: quando os participantes atendidos nas CliniCassi são encaminhados para a rede credenciada, esses prestadores dão retorno à Cassi sobre diagnóstico e tratamento para permitir melhor acompanhamento e coordenação de cuidados. O Diretor explicou também o foco de programas de saúde relacionados à sua área e a priorização do cuidado de pessoas com condições crônicas.


No final do evento, foram apresentados os nomes dos mais de 20 voluntários a fazer parte do Conselho de Usuários da Cassi DF. A composição deve ser formalizada nos próximos dias e os conselheiros farão curso de capacitação no próximo mês.


Veja o que disseram outros participantes da VIII Conferência:

- “A Cassi é ponta de lança no mercado de saúde. Pioneira no modelo de atenção no setor privado e que é um sucesso.” Coordenador do Conselho de Usuários da Cassi DF, Cláudio Alberto do Nascimento.

- “Temos responsabilidade de manter este plano e de discutir com o Banco do Brasil o modelo de assistência, e o Conselho de Usuários é um ponto de auxílio para essa discussão.” Presidente do Sindicato dos Bancários do DF, Eduardo Araújo.

- “O Conselho de Usuários é o fórum para buscar soluções e trazer os participantes para mais perto da Cassi, ajudá-los a entender o porquê das ações de regulação.” Gerente da Unidade Distrito Federal, Alberto Alves Júnior.

- “A Cassi tem o desafio de se comunicar com os mais jovens, que entram no Banco e ainda não estão preocupados com o futuro. O Conselho de Usuários tem esse papel de aproximar.” Gerente da Gepes, Miguel Ângelo dos Reis Arruda.

- “Temos o desafio de despertar a consciência nos mais jovens sobre a importância da saúde na nossa vida e de buscar caminhos para a perenidade da Cassi.” Fernando Carlos Pelisser, superintendente do Banco do Brasil no Distrito Federal.


Fonte: site da Cassi

Nenhum comentário: