Páginas

23.12.16

Natal é tempo de agradecer e renovar esperanças




BALANÇO DO MANDATO (PARTE III)

Olá prezad@s associad@s da Cassi, companheir@s e amig@s da comunidade BB,

Estamos fechando esta semana de trabalho na gestão da Cassi. Sou Diretor de Saúde e Rede de Atendimento, eleito pelos associad@s da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil, a maior autogestão do País.

Disse dias atrás aos leitores que nos acompanham, que estamos fazendo estudos e balanços de nosso trabalho à frente desta entidade de saúde dos trabalhadores. 


SUSTENTABILIDADE DA CASSI - ETAPA VENCIDA E NOVAS A SUPERAR

Entendo que nesses 30 meses de gestão, contribuímos para que a Cassi superasse uma etapa de sua busca pela sustentabilidade no Plano de Associados, bem como trabalhamos incansavelmente para recuperar o foco da entidade na ampliação da cobertura do Modelo de Atenção Integral à Saúde, que na Caixa de Assistência se dá através da Atenção Primária (APS) e Estratégia Saúde da Família (ESF). 

Sobre a etapa superada, saímos de duas propostas do patrocinador BB, entre 2014 e 2015, que onerava só associados e Cassi, para a "Proposta Final", consubstanciada no "Memorando de Entendimentos" com as duas partes acordando contribuições extraordinárias de cerca de 500 milhões/ano (2017, 2018 e 2019) para a Caixa de Assistência ter tempo para ampliar sua missão de Atenção Primária, promoção de saúde e prevenção de doenças para o conjunto da população assistida. Agora é só não permitirmos que o foco seja desviado. NÃO TEMOS TEMPO A PERDER!

Nestes 30 meses de trabalho, a estratégia adotada por mim e nossas equipes de trabalho foi intensa no âmbito interno, pois definimos novos estudos e a busca de dados estatísticos e epidemiológicos em nossas áreas para informar melhor todos os públicos Cassi, tanto da governança, do patrocinador Banco do Brasil, quanto das entidades representativas do corpo social. O desafio no âmbito externo foi maior ainda, pois a Cassi está instalada num País continental, para atender a uma população distribuída pelo Brasil de acordo com as necessidades e estratégias de gestão adotadas pelo Banco patrocinador.

Para cumprir nosso objetivo de levar o conhecimento sobre o que é a Cassi, como ela funciona, quais objetivos temos na estratégia da operadora, as dificuldades diversas existentes para cumprir sua missão etc, sabíamos que nosso papel estratégico era, é e continuará sendo o de estar junto às bases sociais da Caixa de Assistência. Fizemos isso nos anos de 2014 (ler AQUI), no ano de 2015 (em revisão dos dados) e em 2016.




AGENDA DE GESTÃO DA DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO NOS ESTADOS E DF EM 2016

Pautamos hoje para a última reunião ordinária da Diretoria Executiva da Cassi uma súmula de conhecimento com uma síntese do esforço que nossa Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento fez em 2016 em visitar e buscar parcerias em todos os Estados brasileiros. Eu fico feliz e grato, por cada palavra, gesto e agradecimento que recebemos das mais diversas lideranças da Comunidade e de associad@s pelo esforço que fizemos em estar junto a eles para levar informações de qualidade sobre nossa entidade e o setor de saúde suplementar e para ouvir bastante as demandas, críticas e sugestões que esta comunidade de mais de 700 mil vidas tem a nos dizer.

Além da nossa participação com estudos, posições e manifestações em 65 reuniões de Diretoria Executiva neste ano (com centenas de súmulas), mais as reuniões do CD e do CF, que ficamos à disposição dos conselheir@s, realizamos dezenas de agendas de gestão e parcerias nos Estados e, para a ampla maioria delas, acabei usando recursos próprios ou de entidades dos associad@s para estar presencialmente com a Comunidade BB. O esforço foi necessário pela condição contingenciada na operadora, condição que volta à normalidade a partir de janeiro de 2017.

Foram 20 viagens de trabalho aos Estados com recursos próprios (SP, RJ, DF, BA, AC, SE, MS, ES, RR, AM, GO, PR, SC, RN, PB, PE, CE); 9 viagens com recursos de entidades representativas (PI, PB, RO, AL, PA, RS, TO, MT, MA) e 6 viagens com recursos da Cassi (AP, RO, MG, MA, AL, GO, normais na entidade, principalmente nas áreas-fim, como as diretorias de Saúde e Rede e Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes). 

Fizemos 10 Conferências de Saúde; fizemos 27 agendas de parcerias por promoção de saúde e prevenção de doenças com órgãos do BB nos Estados e DF. Todas as agendas focaram dar mais conhecimento aos associados e participantes a respeito da Cassi e do modelo assistencial. 

É tão importante esse trabalho de dar pertencimento aos associad@s e adequar expectativas sobre direitos e deveres na Cassi que, se apenas 1 (um) entre os milhares de participantes tiver deixado de judicializar ou reclamar na ANS por qualquer motivo contra a Cassi, todo o recurso desse percurso de trabalho acima já estaria "pago". Uma judicialização ou reclamação à ANS pode custar mais de 60 mil reais e esse trabalho realizado "investiu" menos que isso.

Bom, com o fechamento dessa etapa de nossa jornada de lutas (iniciada em 2014 com a procura por nós das entidades sindicais e representativas para o calendário de luta e negociação com o BB pela Cassi), com a aprovação pelo corpo social de recursos extraordinários pelos próximos 3 anos para o Plano de Associados buscar a sustentabilidade, e com a volta da normalidade administrativa na operadora a partir de 1º de janeiro (fim do contingenciamento aprovado pelo CD neste mês de dezembro), esperamos seguir com nosso trabalho, que vocês acompanharam nestes 30 meses, avançando na missão de atender mais associados pela Atenção Primária (APS), pela ESF, com mais equipes de médicos de família e pronto atendimento e seguiremos com vocês presencialmente para levar mais informações de qualidade.



Eu deixo um agradecimento muito especial às nossas equipes de trabalho da Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento, lotadas na Sede da Cassi em Brasília, e um agradecimento muito fraterno a cada trabalhador da Cassi nas 27 Unidades Administrativas e CliniCassi por esse Brasil afora. Somos responsáveis pela gestão dessa estrutura de atendimento, que chamamos de área-fim na Cassi, e ao ligar para cada uma das Unidades nesta semana, agradeci pelo acolhimento diário e solução de problemas que a equipe de funcionários realiza para mais de 700 mil assistidos da Comunidade Cassi.

Agradeço também todas as demais equipes das Diretorias e Presidência da Cassi, o pessoal da Central, da Cepag, da Auditoria, enfim, tod@s do quadro da Cassi, e também do patrocinador BB, que estão conosco ao longo do ano, debatendo e buscando soluções em saúde para os participantes da Comunidade.

Nós seguiremos apresentando estudos e balanços que estamos fazendo, e lembro que as potencialidades da Cassi e equipe de profissionais, dos associados, das entidades representativas, e do patrocinador BB são muito maiores que a "concorrência" na saúde suplementar. 

Nosso papel será o de continuar lembrando dessas potencialidades e lutando para que elas se realizem em benefício da reorganização dos serviços de saúde da Cassi, baseados na Atenção Primária, promoção, prevenção, reabilitação e recuperação dos participantes, e monitoramento através da ESF, com o controle do agravo de doenças crônicas e riscos diversos para a saúde dessa população Cassi.

Obrigado a tod@s e estamos firmes no nosso propósito.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)

2 comentários:

Pathamov disse...

Parabéns William, realmente você soube, como poucos, valorizar a escolha dos associados, trabalhando incansavelmente para ajudar a equacionar o deficit da CASSI, que embora não seja definitivo, se levadas a cabo as ações propostas no memorando de intenções, acredito que possamos em médio prazo tirar a CASSI da UTI. Grande abraço e Feliz Natal.

William Mendes disse...

Olá! Obrigado e desejo-lhe um Natal cheio de paz e alegria e um ano de 2017 de muita saúde e realizações! Abraço fraterno!

William