Páginas

4.10.16

Agenda e opinião do Diretor de Saúde da Cassi



Campanha Outubro Rosa na Cassi. Participem!

Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Após duas semanas de gestão em que estivemos atuando na sede da Cassi em Brasília, estamos retomando com vigor as agendas de visitas às Unidades Administrativas e às unidades de atendimento à saúde - CliniCassi - da nossa Caixa de Assistência. Estaremos junto às nossas unidades Cassi até 16 de dezembro.

Tenho um compromisso com o planejamento estratégico de nossa Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento em visitar todos os Estados e DF para firmar parcerias em promoção de saúde e fortalecer a atuação da Cassi em cada unidade da federação. 

É fundamental que nós realizemos o trabalho de aproximar a nossa Caixa de Assistência de cada entidade e liderança da comunidade Banco do Brasil porque dar pertencimento aos associados e participantes é o primeiro passo para lidar com as dificuldades oriundas do setor de saúde e buscar a sustentabilidade na Cassi.


OUTUBRO ROSA

Entramos em um mês especial para a Cassi, o mês do Outubro Rosa, e peço a tod@s que entrem no site da Cassi, leiam as informações contidas no material sobre a importância da prevenção ao câncer de mama e participem das atividades promovidas pelas unidades Cassi em seu Estado. A leitura da matéria no hotsite dura poucos minutos e vocês sairão com boas informações sobre prevenção. Leia AQUI.


Após os dois primeiros dias de gestão em Brasília, estamos indo para o Mato Grosso do Sul onde trabalharemos nesta quarta e quinta-feira. 

Estive em Campo Grande em 2015 na VI Conferência de Saúde da Cassi e vamos agora com outra agenda fortalecer as parcerias em saúde em benefício dos associados, da Cassi e do próprio patrocinador BB.

Até dezembro, terei cumprido nossa agenda de buscar parcerias pela promoção de saúde, por uma melhor comunicação em cada Estado sobre o que é a Cassi, como ela funciona, quais as nossas propostas e visões sobre a sustentabilidade e sobre as negociações entre Banco e entidades representativas.

Vamos em frente porque a Cassi e o nosso Modelo de Atenção Integral e Estratégia Saúde da Família (ESF) são muito importantes para o conjunto dos participantes da comunidade Banco do Brasil. 

No Mato Grosso do Sul, temos mais de 8.500 associados e na capital Campo Grande, onde está nossa CliniCassi, temos 3 equipes de família que já cuidam da saúde de quase 4 mil cadastrados.


NÃO MEDIMOS ESFORÇOS PARA FORTALECER O MODELO DE ATENÇÃO INTEGRAL E A ESTRATÉGIA SAÚDE DA FAMÍLIA

Tenho que registrar que toda a despesa para realizar esta minha agenda de gestão do modelo assistencial e das unidades Cassi, das quais sou responsável, está sendo custeada por mim mesmo. 

Não acho adequada essa decisão interna da maioria, mas não vou deixar de fazer o que entendo ser estratégico e fundamental para o fortalecimento tanto da Cassi quanto do modelo que previne doenças, promove saúde, acompanha crônicos e pode salvar vidas todos os dias. 

E volto a afirmar: 

- apenas 1 (um) participante que deixe de judicializar ou reclamar da Cassi à ANS (muitas vezes por desconhecer alternativas para seu problema de saúde), já teremos evitado uma despesa maior do que a realização de diversas conferências de saúde; 

- apenas 1 (um) participante em vias de ter um agravamento de uma doença crônica sem estar sendo acompanhado, ou seja, um infarto evitado, um AVC, um aneurisma, por identificarmos antes e salvarmos essa vida, já terá valido a pena nosso trabalho de lutar por ampliar a ESF, melhorar o Exame Periódico de Saúde (ESP) e ações preventivas do gênero.

Ir às bases sociais, dar palestras, fomentar conhecimento em saúde como temos feito desde que chegamos à gestão em junho de 2014, e criando alternativas como fazer os boletins da Diretoria de Saúde mensalmente, enfim, fazer ações pró-ativas é a melhor perspectiva de contribuir para termos uma população com mais informações em saúde e sabedora de seus direitos e deveres.


SUSTENTABILIDADE DO PLANO DE ASSOCIADOS DA CASSI

Em relação às negociações sobre o déficit e a sustentabilidade, o que esperamos é que o Banco e as entidades representativas acertem o momento de retomar a finalização das discussões porque como gestor de saúde estamos ansiosos para podermos acelerar nossos projetos de ampliar a cobertura do modelo assistencial e cuidar do conjunto dos participantes.

Já concluímos nossa avaliação da proposta feita pelo patrocinador BB para a questão do déficit. Estamos aguardando o retorno das negociações para apresentarmos nossas contribuições à proposta apresentada. Nosso intuito é apontar melhorias para dar perspectivas de sucesso a uma eventual aceitação da solução apresentada.

É isso, abraços a tod@s.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento

Nenhum comentário: