Páginas

13.9.16

Opinião e agenda do Diretor de Saúde da Cassi (DF, RJ, SP)



Post Scriptum (20:27h de quarta, 14/9, RJ):

Estamos no aeroporto do Galeão, aguardando para voltar à Brasília. Tivemos uma agenda de trabalho muito proveitosa no RJ.

Pela manhã, participamos do encontro dos representantes e lideranças da AAFBB em Xerén. Debatemos Cassi e as diversas questões inerentes à nossa entidade de saúde por mais de 4 horas.

Eu agradeço muito o convite, a recepção e acolhida que tivemos por parte de tod@s e estamos retornando com muita energia para seguir na luta pela nossa Cassi, pelos associados e suas entidades representativas e pelo modelo assistencial que defendemos, focado em cuidar das pessoas de forma integral.

Ainda fiz um esforço em ir até a nossa Unidade Cassi RJ, onde passamos o período da tarde. Fizemos reunião com os funcionários para darmos as informações mais recentes sobre a Cassi e conversamos um pouco com a gestão.

Vamos voltar pra sede da Cassi, onde vamos trabalhar amanhã.

William





Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Começamos nossa semana de trabalho com muitos estudos e leituras em nossa gestão na Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento da Cassi. 

Na segunda, fizemos reunião com as nossas gerências na sede em Brasília e ficamos mais de 14 horas envolvidos com a pauta da reunião de Diretoria que acontece nesta terça 13.

Na quarta-feira 14 estaremos em Xerén, no Rio de Janeiro, onde participaremos de reunião da Associação dos Aposentados e Funcionários do Banco do Brasil - AAFBB. Estamos indo a convite e por conta da entidade para falar com os conselheiros e conselheiras a respeito da Cassi. Desde já agradeço a oportunidade de levar informações de nossa entidade de saúde a esta importante associação do funcionalismo.

Na quinta 15, nossa agenda de trabalho será em Brasília e na sexta-feira, trabalharemos na Cassi SP.


Sustentabilidade da Cassi e negociações com o patrocinador Banco do Brasil

Estamos avaliando a proposta feita pelo BB para a Cassi.

As entidades que compõem a Comissão Negociadora também estão avaliando a proposta. Contraf-CUT e Contec ficaram de dar retorno ao Banco após consultarem a posição de suas entidades afiliadas. Provavelmente isso ocorrerá após a Campanha Salarial porque os bancos e os bancários estão no período de data-base e no momento os bancários estão em greve por novas propostas da Fenaban e bancos. ANABB, AAFBB e FAABB também ficaram de consultar suas bases.

Creio que as lideranças e os Conselhos de Usuários também devem estar debatendo a proposta.

Estou preparando novo artigo com avaliação da proposta e com explicações sobre o que nós da Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento achamos relevante e fundamental para efetivamente buscarmos a sustentabilidade de nossa entidade de saúde dos trabalhadores, a Caixa de assistência.

Nosso trabalho pela Cassi se tornou um trabalho militante, além de dever de ofício, porque acreditamos que o Modelo de Atenção Integral à Saúde e Estratégia Saúde da Família (ESF) é a melhor perspectiva para cuidar de centenas de milhares de vidas, ainda mais num mundo adoecido e em crise e num setor de saúde com problemas maiores a cada semana.

Mas acontece que chegamos no limite da capacidade instalada das unidades administrativas e das unidades de atendimento à saúde - CliniCassi -, e precisamos de investimentos para poder fazer o que deve ser feito. Nossas equipes atenderam aos nossos pedidos de gestor e incluíram quase 20 mil participantes a mais na ESF nos últimos dois anos, mas sem investimento na estrutura, nas pessoas e em tecnologia, fica difícil ampliar a Atenção Integral.

A Cassi, os associados e suas entidades representativas e o Banco do Brasil podem fazer a diferença se todos estivermos focados e em parceria no mesmo objetivo de promover saúde e prevenir doenças, cuidando e monitorando os participantes já com algum problema de saúde.

Abraços a tod@s os meus pares da classe trabalhadora.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)

Nenhum comentário: