Páginas

9.9.16

Cassi acerta parcerias pela saúde em Sergipe


Reunião Cassi, Super, Gepes, Sesmt e Sindicato em Sergipe.

Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Estivemos nesta quinta e sexta em Aracaju, Sergipe, cumprindo uma importante agenda de planejamento da Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento da Cassi, a maior autogestão em saúde do país.

A Cassi é a entidade de saúde dos funcionários do Banco do Brasil, tem mais de sete décadas de existência e, desde a Reforma Estatutária de 1996, está reorganizando seu sistema de serviços de saúde, baseado no Modelo de Atenção Integral à Saúde.

Nossa Caixa de Assistência cuida de mais de 400 mil participantes do Plano de Associados e ainda temos planos de saúde para familiares dos associados, funcionários da Cassi e convênios de reciprocidade com outras operadoras de autogestão. São mais de um milhão de participantes.

Nosso foco estratégico como gestor de saúde eleito pelos associados é formar uma comunidade de participantes que conheça o que é a Cassi, saiba seus direitos e deveres, compreenda o seu modelo assistencial, entenda causas e consequências do uso inadequado do seu plano de saúde e as melhores alternativas para ter atendidas as suas necessidades em saúde.

Este tem sido o nosso trabalho militante desde o dia 2 de junho de 2014, quando começamos nosso mandato como Diretor de Saúde e Rede de Atendimento.


Cassi acerta parceria com BB e entidades locais para fortalecer comunicação e fornecer informação adequada aos bancários e associados sergipanos

Foi muito promissora a reunião entre a Cassi, Super, Gepes, Sesmt, Sindicato e Conselho de Usuários para definir uma agenda de trabalho focada em ampliar o nível de informações e conhecimento da comunidade assistida por nós em Sergipe. São mais de 14 mil participantes no Estado.

Dentre as possibilidades aventadas para serem programadas e executadas nos próximos meses, está a divulgação periódica de informações de saúde, do modelo de saúde, sobre a CliniCassi Aracaju, a Estratégia Saúde da Família (ESF), alternativas de atendimento de demandas em saúde evitando-se as judicializações e reclamações à ANS etc.

Também serão ampliadas as reuniões presenciais em locais de trabalho com palestras da Cassi para falar a respeito de saúde, tirar dúvidas e oferecer os serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) e cadastrar participantes na ESF e atuar na promoção de saúde e prevenção de doenças a partir dos mapas de Exames Periódicos de Saúde (EPS) e checkups dos primeiros gestores.

Foram dadas várias sugestões de atuação conjunta entre Cassi, Banco do Brasil e entidades representativas, sempre com o foco na saúde dos participantes e no fortalecimento da Caixa de Assistência. Já haverá reunião organizativa das atividades e de planejamento na próxima semana.

Nós da Diretoria de Saúde acreditamos muito no aperfeiçoamento das parcerias em prol da Cassi, e consequentemente dos associados e seus familiares e do patrocinador Banco do Brasil. Com o agravamento das crises no setor de saúde suplementar e complementar, é necessário que a comunidade Cassi fortaleça o que tem de potencial para ampliar seu modelo de cuidar de pessoas, evitar doenças, monitorar participantes com doenças crônicas e usar de forma mais racional os recursos na Rede Credenciada.

Reunião com o Conselho de Usuário da Cassi Sergipe.

Reunião com o Conselho de Usuários da Cassi Sergipe

Na tarde de quinta-feira 8, estivemos reunidos com os conselheiros e conselheiras da Cassi em Sergipe. Foram quase 3 horas de debates, explanações, e construção de parcerias para fortalecer o Modelo de Atenção Integral e Estratégia Saúde da Família (ESF). Também falamos a respeito do histórico das negociações entre o patrocinador BB e as entidades representativas, do histórico do déficit do Plano de Associados, da proposta feita pelo BB nesta semana e várias outras questões abordadas.

Unidade Cassi Sergipe e
CliniCassi Aracajú. Temos
3 equipes de família em SE.
Reunião de gestão e com os funcionários da Cassi

Uma parte importante de nossa agenda de visita às Unidades Cassi e CliniCassi é a conversa com os nossos trabalhadores da Cassi, valioso patrimônio de nossa autogestão e de nós todos associados, que temos uma equipe dedicada de profissionais que cuidam de nossas vidas e de nossos entes queridos há décadas.

Além da reunião com o conjunto de funcionários, temos feito excelentes reuniões de gestão, trazendo informações e estudos que realizamos na sede e conhecendo também as experiências e ferramentas de gestão de nossas equipes nos Estados.

Recepção da CliniCassi Aracaju.

Unidade Cassi Sergipe (informações do site da Cassi)

Modificado em: 15 Dezembro 2015

Endereço: Av. Tancredo Neves, 242 - Grageru - Aracaju (SE) - CEP 49025-620
Telefone: (79) 2105-4600
Fax: (79) 2105-4630/4632
Contato: Fale com a CASSI
CNPJ: 33.719.485/0005-50 


Horário de atendimento: de 2ª a 6ª feira, das 8 às 18h

Serviços: atendimento multidisciplinar em Saúde da Família (médico de família, enfermeiro, técnico de enfermagem, psicólogo e assistente social). Os serviços descritos necessitam de agendamento prévio. Realizamos também serviço de pronto atendimento para atendimento de consultas não agendadas, autorizações de procedimentos previstos nos planos (Associados e Cassi Família) e saúde do trabalhador, além de serviços de enfermagem (vacina, curativo, retirada de pontos, nebulização, aplicação de injeções entre outros).

Gerente de Unidade – Natalie Schindler Evangelista


Cheguei a Brasília a tempo de ver
o Por do Sol. Vamos descansar.

Seguimos cumprindo nossa agenda de gestor de saúde de forma militante


"Eu é que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar" (Ouro de Tolo, Raul Seixas)


Estamos encerrando nossa agenda em Sergipe. Estamos felizes pelos resultados e pela recepção, acolhimento e doação de todos e todas nesta agenda. Agradeço emocionado por tudo.

Com todas as dificuldades que temos tido, completamos 17 estados visitados nesta agenda de parcerias. E posso dizer que valeu e está valendo a pena o esforço de ir às bases da Cassi.

Já estivemos em São Paulo, Rondônia, Roraima, Rio de Janeiro, Paraná, Piauí, Minas Gerais, Maranhão, Goiás, Espírito Santo, Distrito Federal, Bahia, Amapá, Amazonas, Alagoas, Acre e agora em Sergipe.

Faltam 10 estados e vou conseguir cumprir toda a agenda de planejamento de nossa Diretoria até dezembro de 2016.

A maior parte desta agenda fiz com meus próprios recursos. Não acho adequado fazer isso, porque sou gestor da rede e do modelo assistencial e estou trabalhando. Mas não vou ficar sentado em minha mesa na sede por causa de incompreensão ou divergência interna no que é estratégico para a Cassi.

Na minha opinião, se uma reclamação e multa à ANS for evitada, UMA, já valeu a pena e já equivaleu a uma economia que daria para eu fazer minha agenda de trabalho por dois anos. Paciência, a gente segue fazendo o que entende que deve ser feito em defesa da Cassi, dos associados e dos funcionários da Cassi.

Se nós descobrirmos um participante em processo de adoecimento crônico ou com doença grave e evitarmos um infarto, um AVC, um aneurisma, uma falência de órgão, se evitarmos UM caso desses, já teremos economizado dezenas ou centenas de milhares de reais. Pequena porcentagem disso seria o equivalente necessário para fazer todas as conferências de saúde de um ano e ganhar aderência de mais participantes ao modelo assistencial preventivo.

Meu dispêndio nesta agenda de trabalho foi de 975 reais.

Vamos descansar um pouco. Abraços.


William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (mandato 2014/18)

Nenhum comentário: