Páginas

15.2.16

Opinião e agenda do Diretor de Saúde (SP, DF, AP)




Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Teremos uma semana com agenda intensa de trabalho em defesa da Cassi e do nosso modelo assistencial de Atenção Integral à Saúde.

Depois da necessidade de percorrer todos os Estados brasileiros nos primeiros 18 meses de mandato para dialogar com os associados, suas entidades representativas e os gestores do BB nos Estados, abordando os modelos de saúde, a crise grave no setor, e os porquês do déficit do Plano de Associados, a Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento vai estreitar neste ano e nos próximos a parceria nos Estados para fortalecer a Estratégia Saúde da Família (ESF) e dar melhor perspectiva de perenidade à entidade de saúde e mais racionalidade no uso dos recursos da Cassi e com o olhar focado na missão da Caixa de Assistência em promover a saúde, prevenir as doenças, reabilitar e recuperar a saúde de nossos associados.

Acreditamos que é possível construir unidade entre todos os atores e lideranças da Comunidade Banco do Brasil em relação a cuidar de nossos associados e familiares.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento

---------------------------------------------------------
AGENDA DE TRABALHO

SEGUNDA 15 (SP)

Nesta segunda-feira, estivemos em São Paulo a pedido do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região (que pagou as despesas de deslocamento), para cumprir agenda de fortalecimento da Cassi e do modelo assistencial da entidade de saúde dos trabalhadores do BB.

Depois de debates internos na sexta-feira sobre a Cassi, nesta segunda estivemos na base conversando com os bancários do SAC do Banco do Brasil em reuniões em todos os andares do prédio. Falamos com 500 colegas sobre a Estratégia Saúde da Família. Os debates foram muito legais. 

O Sindicato afirmou que vai fazer campanha em defesa do modelo de saúde da Cassi.

Distribuímos o boletim dos eleitos Prestando Contas Cassi jan/2016 nº 19, que traz notícias sobre a ampliação de participantes cadastrados na ESF no ano de 2015. O modelo assistencial atende hoje a 181.705 participantes. (leia AQUI)

Ainda hoje, temos que ler a pauta da reunião da Diretoria Executiva da Cassi desta terça (tem mais de 30 súmulas para leitura e debate). O dia vai longe, mas vamos para Brasília muito felizes pelo contato com os nossos associados na base.


Reunião com bancári@s no SAC BB (SP) em 15/2/16.

Post Scriptum (00:32h, de terça 16):

Após um dia de ótimos debates com a base social, no SAC BB SP, enfrentamos horas de aeroporto e atraso de voo. Só cheguei a Brasília depois das 22h. Bem cansativo!

Consegui ler parte da pauta da reunião, mas ainda faltam leituras. Mas vamos dormir porque bateu um sono tremendo...

William Mendes

------------------------------------------------------


TERÇA 16 (DF)

Dia de reunião da Diretoria Executiva da Cassi.


Post Scriptum (01:20h, de quarta 17)

Pois é, nesta terça-feira, aqui em Brasília, meu dia de trabalho como gestor eleito na Cassi, foi um dia de comer, ver e respirar a Caixa de Assistência. Imaginem trabalhar das 9h da manhã até agora 1 hora da manhã.

Isso é uma consequência de minha obstinação em não deixar de ir à base social à qual pertencemos e representamos. Se por um lado, na segunda falamos com 500 bancários, no dia seguinte, tenho que dobrar a jornada para estudar, ler, produzir textos etc sobre a nossa Cassi e nossa área de gestão. Mas eu não abro mão de ir aonde estão as pessoas.

Depois de ler muito, o sono apertou. Tenho ainda muita coisa para estudar e preparar, mas tenho que parar para dormir.

Os números e as grandezas de nossa entidade de saúde dos trabalhadores são impressionantes. Apesar de toda a crise por que passa o setor de saúde suplementar, com operadoras quebrando e perda de usuários no setor, a Cassi nunca deixou de pagar os prestadores, atende a mais de 700 mil vidas, administra cerca de 40 mil contratos de prestadores, detém 11% dos participantes do mercado de saúde. 

O setor de saúde suplementar perdeu quase meio milhão de "clientes" do final de 2014 até set/2015.

Enfim, tudo vale a pena, quando o tema é a saúde de meus pares da classe trabalhadora.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento

---------------------------------------------------------


Olhar de coruja na sede da Cassi em Brasília.

QUARTA 17 (DF)

Dia de trabalho em Brasília. Vamos participar de reunião na Unidas para tratar de diversos temas de interesse das autogestões.


Post Scriptum (madrugada de quinta 18, 00:30h):

Foi um longo dia de trabalho esta quarta-feira aqui em Brasília, na sede da nossa Caixa de Assistência.

Para conciliar meu desejo de fazer a gestão estando nas Unidades e CliniCassi nos Estados, é preciso que trabalhemos dobrado quando estamos por conta das questões de governança na sede, com debates, votos, estudos e afins.

Amanhã, vamos para o Amapá para mais uma agenda de trabalho na gestão do modelo de saúde da Cassi, que tem as CliniCassi como base da Estratégia Saúde da Família (ESF). E queremos apoio de todos da Comunidade Banco do Brasil para fortalecermos o cuidado de nossa população.

Vamos com energia porque o tema é a saúde de nossos colegas do BB.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (eleito)

--------------------------------------------------------

QUINTA 18 (AP)

Vamos trabalhar em Macapá, Amapá. Faremos o evento formal de posse da nossa gerência da Unidade Cassi AP.

Além da posse da gerência da Unidade, teremos uma agenda de trabalho interna e com as lideranças e entidades representativas do estado.

SEXTA 19 (AP)

Dia de trabalho em Macapá, Amapá.


Reunião com representantes do BB e 
do Sindicato em Macapá, AP.

Post Scriptum (17:50h de sexta):

Estamos no aeroporto de Macapá para voltarmos a Brasília.

Tivemos uma jornada de trabalho muito produtiva e positiva para o fortalecimento da Cassi e do modelo assistencial cuja missão é promover saúde e prevenir doenças. 

Nós eleitos representantes do Corpo Social da Caixa de Assistência estamos muito focados em ampliar a cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF) para o conjunto da população assistida pela nossa entidade de saúde dos trabalhadores do Banco do Brasil. 

Investir na promoção da saúde é a melhor estratégia para cuidar das pessoas e utilizar de forma mais racional os recursos dos associados e do Banco.

Depois farei matéria específica sobre nossos projetos de trabalho para o Amapá.

Vamos voar por horas até chegarmos em Brasília depois das 22h.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento

Nenhum comentário: