Páginas

5.2.16

Cassi em SP: parcerias em defesa da Estratégia Saúde da Família (ESF)


Reunião com entidades representativas em SP.
Foto: Jailton Garcia/Seeb SP.

Modelo Assistencial Cassi: BB e entidades representativas são importantes como parceiros para fortalecer relação Cassi e associados

Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Fechamos hoje uma semana de trabalho muito produtiva em defesa do modelo assistencial de nossa Caixa de Assistência. 

A Cassi tem como objetivo promover a Atenção Integral à Saúde. O modelo assistencial é definido desde a reforma de 1996 e é organizado a partir das CliniCassi e baseado na Estratégia Saúde da Família (ESF).

Entre segunda 1º e quarta-feira 3, tivemos agenda de trabalho na Cassi sede em Brasília. Nesta quinta 4 e sexta 5, a nossa agenda foi em São Paulo.


VISITA ÀS UNIDADES CLINICASSI

Na quinta, visitamos duas unidades CliniCassi na companhia de nosso gerente da Unidade Cassi SP. Fomos à CliniCassi Norte, onde verificamos uma unidade de atendimento de saúde bem estruturada. Depois visitamos a CliniCassi Oeste, que teve um problema estrutural em janeiro e precisa de uma reforma para voltar ao atendimento. Estamos envidando esforços para solução do problema.


DIÁLOGO COM BB E COM ENTIDADES REPRESENTATIVAS

Nesta sexta, a agenda de trabalho começou com uma reunião com as representações do Banco do Brasil em São Paulo, a Superintendência e a Gepes. Convidamos também as entidades sindicais para a reunião.

O trabalho que nós eleitos temos feito é todo voltado para fortalecer a Cassi perante seus associados e representações, e buscando parcerias para enfrentar problemas centrais do setor de saúde, problemas que têm origens externas à Cassi como dificuldades com rede credenciada, inflação médica, fraudes e cartéis em alguns setores de prestadores de serviços de saúde, judicialização no setor e um modelo brasileiro de saúde organizado de forma fragmentada e que foca a doença e não a promoção de saúde, além de ser um setor altamente dependente da iniciativa privada, mesmo tendo a saúde como direito constitucional e organizado através do Sistema Único de Saúde (SUS).


PARTICIPAÇÃO SOCIAL É FUNDAMENTAL PARA SUCESSO DO MODELO ASSISTENCIAL DA CASSI BASEADO NA PROMOÇÃO DE SAÚDE

Após percorrer todos os Estados do país abordando a questão da sustentabilidade, através das Conferências de Saúde entre 2014 e 2015, onde procuramos resgatar a história da Cassi e a questão central do modelo assistencial como estratégico para a Caixa de Assistência ter melhor perspectiva de cumprir a sua missão de promover saúde e prevenir doenças, através da Atenção Integral à Saúde, iniciamos nesta semana uma nova etapa de trabalho na Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento.

Nós vamos trabalhar todos os meses por alguns dias nos Estados para estreitar as parcerias com todos os atores da Comunidade Banco do Brasil - órgãos do BB, entidades sindicais, representativas, associativas e Conselhos de Usuários -, juntamente com nossas equipes Cassi, para melhorar a informação e a comunicação com nossos associados, fortalecendo o pertencimento sobre a Cassi, que é muito mais que um simples plano de saúde.


Reunião com administradores do Banco do Brasil em SP.
Parceria para falar de saúde com os bancários na ativa.
Foto: Jailton Garcia/Seeb SP.

A reunião com o Banco do Brasil foi muito positiva. Vamos procurar dar mais informações em saúde para o conjunto dos associados.

Depois realizamos reunião com as entidades representativas da ativa e aposentados de SP. Também contamos com a presença de Elisa, Conselheira Deliberativa da Cassi (eleita). Abordamos a importância das parcerias com as entidades para melhoria na comunicação aos associados sobre o modelo assistencial e também ouvimos as demandas e anseios no Estado de SP sobre a Cassi. 

Seguiremos trabalhando para ampliar a cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF).


REUNIÃO COM GESTORES DA CASSI SP

Para terminar a agenda de trabalho em SP, fizemos uma reunião de gestão com nossos gerentes do Estado.

Agradeço muito a recepção, as portas abertas por parte de todas as entidades e lideranças dos associados e do próprio Banco para juntos buscarmos fortalecer a Cassi, o modelo de saúde e podermos cuidar cada vez mais de nossos participantes. 

Essas parcerias trarão boas perspectivas de alcançarmos mais sustentabilidade na Caixa de Assistência no próximo período. E sabemos que o debate sobre o déficit e o custeio do Plano de Associados ainda não acabou, mas é fundamental colocarmos todos os atores da Comunidade BB na mesma rota de objetivos para a Cassi.


Abraços a tod@s e bom feriado de Carnaval,

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento


Post Scriptum:

As despesas de locomoção aérea para essa agenda foram custeadas pelo próprio Diretor de Saúde. R$ 645


Post Scriptum (quarta, 10/2/16, às 13:30h):

Ao finalizar a agenda de trabalho na semana passada, em São Paulo, conversando com as entidades representativas e lideranças da comunidade Banco do Brasil e estabelecendo parcerias para qualificarmos a comunicação sobre o modelo assistencial da Cassi, de Atenção Integral à Saúde, que tem como base a Estratégia Saúde da Família (ESF) e as CliniCassi, recebi uma indagação importante sobre o que estamos pensando na Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento para estender o direito ao modelo assistencial aos associados das regiões onde não é possível ter unidades próprias de atendimento da Cassi - CliniCassi.


Compartilho abaixo a resposta a uma de nossas conselheiras do Conselho de Usuários do RS, com minha opinião e o que estamos planejando sobre o tema:

Extensão do modelo assistencial Cassi onde não tenha CliniCassi


"Nós que estamos na gestão eleita atual, acreditamos muito no modelo assistencial da Cassi, de Atenção Integral à Saúde, que na nossa Caixa de Assistência se organiza pela Estratégia Saúde da Família (ESF) a partir das unidades próprias de atendimento, as CliniCassi. (Ao chegarmos à gestão, encontramos 65 unidades instaladas no país). 

Dentre alguns estudos que estamos realizando na Diretoria de Saúde e Rede de Atendimento, alguns focam levantar dados para comprovar aos atores do sistema de saúde da Cassi, como o próprio banco gestor conosco, que o modelo de saúde é bom e fundamental, tanto do ponto de vista de resultados de saúde como também econômico-financeiro. 

Defendemos a ampliação da cobertura assistencial da ESF para o conjunto da população Cassi, como aliás deveria ter sido feito há mais de uma década. 

Pretendemos apresentar para a governança da Cassi, internamente e neste ano, uma proposta de piloto de Atenção Primária em região que não tenha unidade própria da Cassi. Espero que a governança apoie a proposição, assim que finalizarmos nosso estudo e planejamento neste item. 

Também vamos atuar cada vez mais nos estados, onde está a população assistida, porque pretendemos ampliar a informação sobre o modelo e contamos muito com todas as entidades representativas e lideranças da comunidade BB para mudar a cultura atual focada na doença e trazer as pessoas para o modelo de promoção de saúde e prevenção de doenças."

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento


Post Scriptum (quarta, 10/2/16, às 23h):


Hoje, foi dia de leitura da pauta da reunião da Diretoria Executiva da Cassi, que será realizada nesta quinta, na sede em Brasília.


Post Scriptum (sexta, 12/2/16, 00:28h):

Nesta quinta, saímos de madrugada de SP e fomos trabalhar na sede da Cassi em Brasília. No início da noite, voltamos para SP.

Nesta sexta 12 e na segunda 15, estaremos com agenda para falar de Cassi na base de SP.

Os gastos com a despesa de locomoção para abordar a Cassi e o tema gestão em saúde com os bancários paulistas foram por conta do Sindicato, que tem feito um grande esforço em informar aos milhares de colegas do BB sobre a questão atual da Caixa de Assistência e das negociações com o Banco.

Obrigado Sindicato, pela oportunidade de trazer informações sobre a nossa querida Cassi aos associados paulistas e à sua entidade sindical.

Reforçamos nossa disposição em atender às demandas e convites das entidades representativas e associativas da Comunidade BB.


William Mendes


Post Scriptum (sábado, 13/2/16, às 19:16h):

Meu dia de trabalho na sexta-feira terminou por volta das oito horas da noite. Após um dia todo de debates sobre a Cassi com dirigentes sindicais, pude conversar um pouco com nossa grande companheira e amiga Regina, da subseção do Dieese na Contraf-CUT, acerca das questões econômicas e políticas que afetam a vida de nossa classe trabalhadora brasileira.

Na próxima semana teremos uma longa agenda de trabalho em defesa de nossa Caixa de Assistência e do modelo de saúde da Cassi, cuja missão é promover saúde e prevenir doenças em nossa população de associados, além de recuperar e reabilitar as pessoas que já têm algum problema de saúde.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (eleito)

Nenhum comentário: