Páginas

29.2.16

Agenda do Diretor de Saúde (em DF e RO)




Olá companheir@s, amig@s e colegas do Banco do Brasil,

Iniciamos uma semana de trabalho com agenda importante para a nossa Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil. 


MESA COM BB SOBRE A CASSI

A Contraf-CUT e a Contec, em conjunto com entidades nacionais associativas ANABB, AAFBB e FAABB, assessorados por eleitos da Cassi, vão se reunir com o patrocinador Banco do Brasil na quarta-feira 2, em Brasília, para mais uma mesa de negociação sobre a Cassi. 

Volto a pedir que o Corpo Social acompanhe atentamente as definições que sairão da mesa com o Banco. Conhecendo as coisas como são, eu conclamo os bancários a se mobilizarem, a montarem uma agenda de luta com calendário e tudo. A vida da classe trabalhadora é assim, só com mobilização e luta.

O patrocinador BB, gestor da Cassi na mesma condição que os associados, em gestão paritária, até agora não apresentou nenhuma solução para o déficit do Plano de Associados. 


BB É RESPONSÁVEL POR REDUÇÃO DE RECEITAS DO PLANO DE ASSOCIADOS

O banco tem grande responsabilidade sobre a situação de desequilíbrio no plano de saúde dos funcionários porque alterou unilateralmente a base das receitas operacionais do plano, congelando os salários por quase uma década logo após ter negociado e definido em conjunto com os associados em 1996 a receita do plano baseada na remuneração dos funcionários da ativa e dos aposentados. Além de reduzir a fonte de receitas do Plano, alterou também unilateralmente o Plano de Cargos e Salários (PCS) na mesma época, reduzindo drasticamente o salário de saída dos aposentados associados da Caixa de Assistência, justamente no momento de suas vidas em que eles mais necessitam do plano de saúde após toda uma vida dedicada ao Banco.

O patrocinador BB vem se esquivando de suas responsabilidades para com os recursos da Cassi desde 2014, quando acabaram as entradas extraordinárias de recursos no Plano de Associados, fazendo com que o plano de saúde dos funcionários passasse a consumir reservas disponíveis. O problema de resultado operacional deficitário é bem antigo no Plano, como mostram os relatórios anuais.

Às vezes, vejo alguns desavisados em redes sociais entrando no canto da sereia e inocentando o patrão pelos resultados deficitários na Cassi. Não se enganem, eu andei o Brasil todo mostrando dados em Conferências de Saúde e também convidando toda a Comunidade BB a acompanhar o andamento das negociações. Afirmo a vocês. A Cassi é uma "mãe" para o patrocinador Banco do Brasil, que acaba de apresentar um lucro fantástico de 14,4 bilhões e o Banco fica dizendo que não pode investir alguns milhões na saúde de seus funcionários... menos, né!

A Comissão Negociadora liderada pelas entidades sindicais já cobrou do Banco nos últimos meses adiantamento de contribuições, como está previsto no Estatuto da Cassi para normalizar a liquidez da entidade de saúde até que findem as negociações entre Banco e associados e estamos entrando no mês de março sem nenhuma solução concreta por parte do Banco. A direção do BB se comprometeu em mesa no último dia 19 de janeiro que não faltariam recursos na Cassi para a normalidade das operações. 

Todos nós associados e entidades representativas esperamos que o Banco cumpra sua palavra institucional.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento (eleito)


AGENDA DA SEMANA

SEGUNDA 29

Segunda é um dia de trabalhar normalmente ao menos 16 horas. 

Artigo de opinião - Hoje publiquei artigo (ler AQUI) abordando as Garantias de Atendimento (GA), uma norma da ANS e os efeitos dessa norma para o mercado de saúde, principalmente as autogestões, que têm uma característica toda especial porque não visam lucro, cuidam de populações mais idosas que o mercado que visa lucro e, acima de tudo, não escolhem os participantes nem o local onde eles estão, devendo cuidar da saúde de populações muito diferentes dos planos privados que se concentram nas capitais e regiões metropolitanas e aumentam mensalidades para manter seus lucros.

Aliás, as autogestões cuidam de 5,5 milhões de pessoas que, se não tivessem suas entidades de saúde, mesmo com todo problema que elas têm, estariam disputando espaço no SUS, que custa dar conta da população em geral.

Depois tive agenda na Cassi. Realizamos videoconferência de trabalho com nossos gestores nos Estados. Utilizamos os espaços cedidos pelo Banco do Brasil (Gepes), o qual já agradecemos mais uma vez a parceria nos trabalhos e a cessão de espaços.

O dia ainda vai longe porque tenho uma pauta gigante de súmulas para a reunião de Diretoria de amanhã, terça. Juro para vocês que meu desejo era contar os bastidores dos embates de gestão entre eleitos e indicados, por defendermos interesses e opiniões diferentes. É no dia a dia que o patrocinador consegue usar da burocracia para dificultar a vida dos representantes do Corpo Social.

Eu lido com os processos kafkianos na gestão, cumprindo religiosamente minha prestação de contas ao conjunto dos associados e suas entidades representativas através desde Blog. Podemos ser impedidos internamente de realizar os avanços que defendemos para a Cassi e os seus legítimos donos, os associados, mas venho aqui e presto contas do que estamos fazendo em nome dos associados.

Vamos ler súmulas porque a noite vai longe...


TERÇA 01

Dia de reunião da Diretoria Executiva


QUARTA 02

Agenda de trabalho do Diretor de Saúde em Porto Velho (RO)


QUINTA 03

Agenda de trabalho do Diretor de Saúde em Porto Velho (RO)


SEXTA 04

Dia de trabalho na sede da Cassi em Brasília.

Ao longo da semana, iremos atualizando esta agenda de trabalho do Diretor.

---------------------------------------------------

Post Scriptum (1:15h de terça, 1/03):

Pois é, a pauta da reunião de Diretoria Executiva está desumana. Cada súmula mais dura que a outra. Tenho que dormir um pouco para conseguir ler pela manhã. O orçamento contingenciado transformou reuniões estratégicas da empresa em pautas gigantes e sem fim. É lamentável isso e o patrocinador BB poderia contribuir para a solução da situação na Cassi para que voltássemos à normalidade administrativa.

Vamos fazendo o possível (e quase o impossível) em nome dos associados. Mesmo que pra isso trabalhemos quase que ininterruptamente.


William Mendes

---------------------------------------------------------

Post Scriptum (23:00h de terça, 1/03):

Fim do dia de trabalho. Estou no aeroporto para embarcar para Porto Velho, Rondônia, onde trabalharei cumprindo agenda da Cassi na quarta e quinta-feira.

Esta terça foi longa. Acordei às 6:30h para continuar lendo súmulas da pauta gigante da reunião de Diretoria da Cassi. Os debates e deliberações duraram o dia todo. Fiz meu último voto na sede da Cassi já quase às 20h.

Passei em casa para fazer uma mala, caminhei 35 minutos para salvar minha vida e tirar o cansaço do lombo e cá estou no aeroporto.

Vamos com alegria, porque meu trabalho amanhã será onde mais vale a pena: na base social da Cassi, conversando com a Comunidade Banco do Brasil para fortalecer a Caixa de Assistência e o modelo assistencial que tem como missão cuidar das pessoas fazendo promoção de saúde e prevenção de doenças.

Num mundo em crise, é preciso ter muito foco nos objetivos. Eu tenho.

Abraços a tod@s os meus pares da classe trabalhadora.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de Atendimento

--------------------------------------------------------


Reunião com o Conselho de Usuários da Cassi Rondônia.

Post Scriptum (meia-noite de quarta para quinta, 3/03):

Olá companheir@s, amig@s e colegas do BB,

O dia de trabalho em defesa da Cassi e dos associados foi muito bom. Depois farei postagem específica sobre nossa agenda no Estado, mas adianto que tivemos o evento de posse de nossa gerência na Unidade Cassi RO, depois tivemos reunião com a Superintendência, e depois com os bancários em uma agência. Por fim, tivemos ainda reunião com as lideranças do Conselho de Usuários, este importante fórum de participação social em nossa Caixa de Assistência, são colegas da ativa, aposentados e da Comunidade BB que fazem voluntariado em prol da Cassi e dos usuários da Cassi.

Feliz pelo dia com a base social que representamos. Agendas assim nos fazem respirar e nos dão sentido para continuar lutando pela Cassi e pelos associados.

Vamos dormir que na quinta temos mais agenda aqui em Rondônia.

Abraços a tod@s os meus pares da classe trabalhadora!

William Mendes

-----------------------------------------------------------

Post Scriptum (sábado, 5/03/16):

Fechei a semana de trabalho nesta sexta, por volta das 19h, trabalhando na sede da Cassi em Brasília. Tivemos reunião de Diretoria Executiva para terminar itens da reunião anterior de terça.

Foi uma semana cheia, mas uma semana que valeu a pena, principalmente pela agenda em defesa da saúde dos associados da Cassi, que tivemos em Rondônia.

Vamos descansar um pouco e rever a esposa que chega hoje de viagem, não a vejo faz uma semana. Nossa agenda de trabalho e nossa missão como Diretor da Cassi nos fez ter grandes distâncias em família. Hoje, o filho estuda em Jaboticabal, os pais moram em Minas Gerais, a esposa se divide entre São Paulo e Brasília, e eu viajo muito a trabalho.

Mas fazemos nosso mandato com diligência porque a Cassi merece e as pessoas que confiaram em nosso trabalho também.

William Mendes
Diretor de Saúde e Rede de atendimento (eleito)

Nenhum comentário: