Páginas

16.6.14

Diretores eleitos da Cassi se reúnem com Conselho de Usuários do DF


William Mendes e Mirian Fochi ouviram conselheiros e representantes.
Crédito: Guina Ferraz

Os diretores eleitos da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil se reuniram na última quarta-feira (11) com o Conselho de Usuários da Cassi DF, na unidade da CliniCassi Sul, em Brasília.

A reunião contou com a participação de várias representações de CIPAs e unidades do BB, entidades do funcionalismo da ativa e dos aposentados, bem como de representantes das unidades Cassi.

O Conselho de Usuários apresentou um conjunto de temas para serem abordados pela diretora de Planos de Saúde e Relacionamento com Clientes, Mirian Fochi, e pelo diretor de Saúde e Rede de Atendimento, William Mendes.

Mirian respondeu sobre a questão do imóvel da Cassi localizado no Setor Sul de Brasília e as possibilidades ou estudos para a construção de uma sede no local. Explicou também dificuldades comuns relativas ao credenciamento de algumas especialidades médicas como pediatria.

William abordou diversos temas apresentados no programa da chapa vitoriosa Todos pela Cassi e que se relacionam com os questionamentos feitos pelos conselheiros e conselheiras do DF.


Política de Gestão de Pessoas da Cassi

A política de pessoal na Caixa de Assistência é algo importante para o que se quer para a entidade: ampliar a Estratégia Saúde da Família (ESF) para que a Cassi atue na Atenção Integral à Saúde.

Em uma entidade de saúde como a Cassi, recursos humanos é investimento e não despesa porque o que mais consome recursos é o pagamento de procedimentos médicos a terceiros, ou seja, a rede credenciada de hospitais, clínicas e profissionais de saúde. 

"Quanto mais tivermos associados na Estratégia de Saúde, com equipes de família e mapeamento de histórico familiar para atuar na prevenção de doenças, melhor será o encaminhamento correto do uso de especialistas e procedimentos complexos", disse Miriam.

Ao ser perguntado sobre a possibilidade de o modelo de Atenção Integral à Saúde da Cassi prever algum tipo de porta de entrada como já se debatia desde os anos 90 e como é hoje em alguns países e em planos de saúde com verticalização, o diretor de Saúde disse que qualquer mudança que vise aprimorar o atendimento ao conjunto dos associados e também o fortalecimento da Caixa de Assistência dos Funcionários será precedida de diálogo com o funcionalismo e as entidades representativas.


Humanização no atendimento

William e Mirian também abordaram a questão do esforço permanente que ambos trazem em seus programas eleitos de humanizar o atendimento ao conjunto dos associados, independente de idade, função ou número de dependentes porque a Caixa de Assistência se baseia no princípio da solidariedade.


Demais temas abordados

Os diretores eleitos também falaram a respeito do Programa de Assistência Farmacêutica (PAF), que já conta com distribuição de medicamentos para as regiões Sul e Sudeste e a diretoria da Caixa de Assistência está contratando nova empresa para atender a diversos estados das demais regiões do País.


SIPATs 

O Conselho de Usuários abordou ainda com os diretores da Cassi as questões positivas da experiência local em realizar a SIPAT unificada, ao invés de fazê-la por CIPA de cada prédio.


Avaliação

Os diretores eleitos avaliaram como positiva a visita e debate que realizaram com o Conselho de Usuários do DF. Há por parte dos eleitos um compromisso em manter um constante contato com os conselhos para fortalecer e ampliar a cultura de que a Cassi é Caixa de Assistência dos Funcionários e as entidades representativas e os conselhos têm papel fundamental em ampliar a cultura de que a Caixa é diferente dos demais planos de saúde de mercado, que visam lucro e não atenção à saúde de seus associados.

"Vamos atuar nos próximos anos para fortalecer a cultura de pertencimento da Caixa de Assistência ao funcionalismo do BB", conclui William.


Fonte: Contraf-CUT

Nenhum comentário: