Páginas

30.11.10

Caixa Federal amplia comunicação entre lotéricas e correspondentes bancários

Caixa amplia serviços de telecomunicação
Decision Report 29/11/2010

A Caixa Econômica Federal firmou contrato com a Vicom, subsidiária da British Telecom (BT) no Brasil para fornecer serviços de telecomunicação e conectar, a rede de casas lotéricas e os correspondentes bancários aos datacenters da Caixa. A British Telecom irá conectar 11.000 lotéricas, a solução que transmite à Brasília os sorteios realizados nos Caminhões da Sorte será modernizada. O novo contrato incorpora inovações tecnológicas em segurança de rede, disponibilidade e eficiência de serviço.


“Os serviços de telecomunicações prestados pela BT para as lotéricas e os correspondentes bancários, além de proporcionar confiabilidade e transparência aos sorteios, contribui para a integração econômica e bancária ”, afirma Sérgio Paulo Gallindo, diretor geral da BT no Brasil.


O contrato relativo aos correspondentes bancários prevê a conexão de 5.600 pontos em todo país, estendendo o alcance dos serviços da Caixa e contribuindo para integrar a população ao sistema financeiro. Através do terminal Caixa Aqui, clientes podem realizar transações bancárias essenciais e realizar saques de benefícios.


Para a rede das Lotéricas, o novo contrato prevê a ampliação das atuais 10 mil casas lotéricas para 11 mil. As conexões serão implementadas mediante a integração de várias tecnologias de acesso e backbone, em configuração redundante e de alta resiliência. A rede será gerenciada proativamente pela BT através do seu centro de operações localizado em Hortolândia, SP, que coordenará a atuação das equipes de campo.


Serão ao todo mais de 35 mil terminais lotéricos instalados em todo o Brasil, o que exige uma rede de porte único, seja por seu alcance geográfico, pelo número de pontos que interliga, pelas exigências de disponibilidade e de segurança do sistema de apostas, ou por um volume de transações que ultrapassa o de todos os cartões de crédito do país.


No caso da rede dos correspondentes bancários, a BT usará tecnologia satelital com cobertura em todo o território nacional, serviço estável e compatível com o canal de atendimento. Nesse contrato a BT também é responsável pelo suporte preventivo das redes, serviços de help desk para manutenção remota e manutenção presencial.


Fonte: Decision Report
 
 
COMENTÁRIO: É UMA QUESTÃO DE TEMPO, SE NÃO BARRARMOS O CORRESPONDENTE BANCÁRIO, PARA NÃO HAVER NECESSIDADE ALGUMA DOS BANCOS MANTEREM EMPREGADOS "CAROS" E COM VÁRIOS DIREITOS COLETIVOS CONQUISTADOS A CADA ANO COM DURAS LUTAS.

29.11.10

A tal "bancarização" é uma piada. Os próprios dados mostram que a imensa maioria dos casos de uso de correspondentes bancários é na região Sudeste e Nordeste, ou seja, onde não faltam bancos. É A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO BANCÁRIO E A CONIVÊNCIA DO GOVERNO COM OS BANQUEIROS NESSA FRAUDE!

Conta simplificada da Caixa atinge quase 11 milhões de clientes

Fonte: o Globo on line 29/11/10

SÃO PAULO - A Caixa Econômica Federal (CEF) informou nesta segunda-feira que atingiu 10,7 milhões de correntistas em sua conta destinada a simplificar o acesso a serviços bancários: a Caixa Fácil.


Criada em 2003, a modalidade tem hoje 7,3 milhões de contas ativas e movimentou aproximadamente R$ 8 bilhões em 40 milhões de transações neste ano.


Para abrir a conta, o cliente não precisa comprovar renda ou realizar um depósito inicial. A única exigência do banco federal é a apresentação dos documentos de RG e CPF. A ideia é incluir financeiramente a parcela da população com dificuldade de acesso aos produtos e serviços bancários.


Segundo a Caixa, o cartão de débito da Caixa Fácil permite transações e compras em quase 1,5 milhão de estabelecimentos credenciados. Em julho, o limite de movimentação da conta passou de R$ 1 mil para R$ 2 mil.


Clientes sem restrições cadastrais ainda contam com R$ 200 em empréstimo rápido e fácil. O limite desse crédito ainda pode chegar a R$ 1 mil, a depender do comportamento do correntista.


Em nota, o superintendente nacional de renda básica da Caixa, Humberto Magalhães, diz que o produto corresponde ao principal instrumento do programa de bancarização do banco.


Cerca de 70% das aberturas dessas contas são realizadas por correspondentes bancários e casas lotéricas. A maior concentração de clientes está nas regiões Nordeste (39,02%) e Sudeste (31,90%), seguidas por Sul (16,34%), Centro-Oeste (6,75%) e Norte (5,99%).


Fonte: (Eduardo Laguna -Valor)

Banco do Brasil paga 13ª cesta nesta terça-feira

O Banco do Brasil se comprometeu a creditar nesta terça-feira (30) a 13ª cesta-alimentação, cujo valor, com os 7,5% de reajuste conquistados, é de R$ 311,08.


Pelo acordo coletivo firmado na campanha nacional deste ano, os bancos têm até 30 de novembro para pagar a 13ª cesta-alimentação. Os bancários do Santander, HSBC, Bradesco e da Caixa Econômica Federal receberam entre outubro e início de novembro. Itaú Unibanco e Citibank pagaram na última sexta-feira, dia 26, e o Safra deposita nesta segunda-feira, dia 29.


Conquista

A 13ª cesta é uma conquista dos bancários na campanha nacional de 2007. Assim como a PLR, os vales refeição e alimentação, a 13ª cesta-alimentação é consequência da pressão dos trabalhadores sobre os bancos, durante as negociações das campanhas nacionais da categoria.
Fonte: com informações do Seeb RJ e Contraf-CUT

Agências do BB sofrem assaltos - essa é uma infeliz rotina dos trabalhadores bancários, que além do risco à sua segurança, ainda têm que conviver com metas inatingíveis e assédio moral cotidianamente

Assaltos assustam bancários do BB em São Paulo

Agências de Perdizes e da Vila Prudente foram vítimas de criminosos
--------------------------------------------------------------------------------

São Paulo – Dois assaltos assustaram bancários de agências do Banco do Brasil na sexta-feira 26, na Avenida Sumaré, em Perdizes, e na segunda-feira 29, na Rua do Orfanato, na Vila Prudente.


Na primeira ação, os criminosos renderam o segurança que estava na área de autoatendimento e forçaram a liberação da porta de segurança. Eles agiram rapidamente e levaram um montante de dinheiro não revelado.


O assalto desta segunda aconteceu antes da abertura da agência, por volta das 9h40. Os dirigentes do Sindicato Claudio Luis de Souza e Tânia Balbino estavam no local reunidos com os 22 funcionários da agência no momento da invasão. “Estávamos no segundo andar esclarecendo duvidas dos bancários sobre as conquistas da Campanha Nacional e sobre o Economus quando percebemos o movimento. Foi tudo muito rápido, em cerca de 5 minutos eles já tinham deixado a agência”, disse Claudio Luis.


Os assaltantes levaram o malote com dinheiro que havia sido deixado havia poucos minutos pelo carro forte.

CAT – Após a ocorrência, ambas as agências receberam a visita da Regional de Segurança (Reseg) do BB, das Gerências Regionais e da Cassi, que irá emitir uma Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT) para cada um dos funcionários envolvidos. “As agências receberam atendimento especializado da Cassi. Na Vila Prudente uma psicóloga teve uma conversa geral com todos os funcionários e depois conversou individualmente com quem sentiu necessidade”, disse Claudio.


Nenhuma das duas agências, ambas ex-Nossa Caixa, funcionou na segunda-feira 29.


Fonte: Seeb SP - Redação - 29/11/2010

Agenda sindical da semana de 29/11 a 3/12/2010


SEGUNDA-FEIRA

Trabalho na Contraf-CUT na parte da tarde.



TERÇA-FEIRA


Trabalho na Contraf-CUT na parte da tarde.



QUARTA-FEIRA


ABONO.



QUINTA-FEIRA


Trabalho na Contraf-CUT.


Também estive em uma reunião com os administradores do Complexo São João do BB sobre eleição de delegados sindicais.



SEXTA-FEIRA


9h - Seminário sobre microcrédito no Sindicato dos Bancários S. Paulo, Osasco e região.


12h - reunião na Fetec CUT SP onde foi falado sobre a votação das propostas de uso do superávit Previ.


14h - SDA (não participei, pois estava na base discutindo as propostas de utilização do superávit Previ - Plano 1)


16h - SDS (peguei final da reunião, pois estava na base)



BASE: Sasseron, Cláudio Luís e eu conversamos com bancários do Complexo São João do BB dos andares 13, 14, 15 e 16 (CSL).



27.11.10

Consulta aos bancários sobre superávit da Previ vai de 9 a 15 de dezembro

A consulta aos associados do Plano 1 da Previ sobre o destino do superávit será feita entre os dias 9 a 15 de dezembro. Funcionários da ativa votam pelo SISBB e aposentados e pensionistas, pelo telefone 0800-729-0808.



Os trabalhadores avaliarão o acordo definido em negociação realizada nesta quarta-feira, 24, entre a Contraf-CUT, os dirigentes eleitos da Previ e demais entidades representativas do funcionalismo do Banco do Brasil, inclusive associações de aposentados e Anabb, e a direção do BB sobre a destinação do superávit do Plano 1 do fundo de pensão dos trabalhadores do banco público.


"É importante que todos participem da consulta para garantir que os benefícios sejam estendidos a todos os participantes do fundo", afirma Marcel Barros, secretário-geral da Contraf-CUT e funcionário do Banco do Brasil.

O acordo prevê as seguintes melhorias de benefícios:


1. A concessão de um benefício temporário correspondente a 20% sobre o Complemento Previ dos aposentados e pensionistas ou 20% dos benefícios projetados para os funcionários da ativa. Os aposentados e pensionistas receberão o novo benefício de imediato, em 12 parcelas mensais ao ano. Os participantes da ativa terão os valores creditados em contas individuais, cujo montante acumulado será sacado no momento da aposentadoria. No primeiro pagamento, serão antecipadas as primeiras 12 parcelas.


2. Incorporação como benefícios permanentes do Plano 1 dos benefícios especiais negociados em 2007.


3. Benefício mínimo provisório correspondente à diferença entre 40% e 70% da Parcela Previ.


Fonte: Contraf-CUT

26.11.10

BB inaugura agência no Acre...


Comentário do Blog:

Pelo histórico atual do Banco, que inaugurou no interior de SP "agência" terceirizada, não posso afirmar se no Acre é agência de verdade ou não...SE FOR AGÊNCIA COM BANCÁRIOS, PARABÉNS!



Banco do Brasil inaugura nova agência bancária em Rio Branco (AC)


Qui, 25 de Novembro de 2010 20:26


Os clientes do Banco do Brasil, agora podem contar com mais uma agência da instituição em Rio branco. A nova agência foi construída no 2º Distrito da Capital, às margens da via Chico Mendes. A inauguração ocorreu na tarde desta quinta feira (25), e contou com a presença do prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, do representante do governo do Estado, Mâncio Lima Cordeiro, superintendente do Banco do Brasil no Acre, José Ricardo Saterno e membros da sociedade acreana. O espaço irá oferecer aos clientes todos os serviços bancários disponíveis: como saques, extratos, abertura de contas, e atendimento pessoal. Para o gerente, a instalação da nova agência, visa atender à demanda de moradores da região, além de empresários.


A partir de agora o Banco do Brasil possui no Estado, 19 agências bancárias. Na próxima semana, outra agência será inaugurada, desta vez na Avenida Ceará. A previsão é que até o final de 2011 outras 4 agências sejam entregues a comunidades, sendo duas na capital, uma em Brasileia e outra em Capixaba. O superintendente do Banco do Brasil no acre, José Ricardo, afirma, que os investimentos fazem parte da expansão da instituição em todo o Brasil, principalmente em estados com crescimento econômico favorável, como no caso do Acre.


De acordo com o prefeito Raimundo Angelim, os investimentos do Banco do Brasil, no 2º Distrito de Rio Branco, se unem às ações do governo do Estado e Prefeitura, como as obras do Estádio Arena da Floresta, 4ª ponte, Avenida Amadeo Barbosa, UPA, rodoviária internacional, ETA e serviços e saneamento básico.


Banco do Brasil possui 18.293 pontos de atendimento distribuídos pelo País, entre agências e postos, sendo que 95% de suas agências possuem salas de autoatendimento (são mais de 40 mil terminais), que funcionam além do expediente bancário. Possui ainda opções de acesso via internet, telefone e telefone celular. Está presente em mais de 21 países além do Brasil.


Com 5.000 mil agências em funcionamento, o Banco do Brasil está presente na maioria dos municípios do País, com uma estrutura com mais de 100 mil funcionários, além de estagiários, contratos temporários e adolescentes trabalhadores.


Fonte: http://www.oriobranco.net/ (com correções minhas na postagem)

25.11.10

Encontro do presidente da república Lula da Silva com os blogueiros progressistas

Entidades e eleitos fecham acordo com BB sobre superávit do Plano 1 da Previ

A Contraf-CUT, os dirigentes eleitos da Previ e demais entidades representativas do funcionalismo do Banco do Brasil, inclusive associações de aposentados e Anabb, fecharam acordo com a direção do BB nesta quarta-feira 24 sobre a destinação do superávit do Plano 1 do fundo de pensão dos trabalhadores do banco público. A proposta será submetida à aprovação dos participantes do Plano 1 da Previ, em consulta que será realizada no início de dezembro.




O acordo prevê as seguintes melhorias de benefícios:


1. A concessão de um benefício temporário correspondente a 20% sobre o Complemento Previ dos aposentados e pensionistas ou 20% dos benefícios projetados para os funcionários da ativa. Os aposentados e pensionistas receberão o novo benefício de imediato, em 12 parcelas mensais ao ano. Os participantes da ativa terão os valores creditados em contas individuais, cujo montante acumulado será sacado no momento da aposentadoria. No primeiro pagamento, serão antecipadas as primeiras 12 parcelas.

2. Incorporação como benefícios permanentes do Plano 1 dos benefícios especiais negociados em 2007.

3. Benefício mínimo provisório correspondente à diferença entre 40% e 70% da Parcela Previ.


Proposta será votada pelos participantes


A implantação dos benefícios negociados com o BB depende da aprovação dos participantes, em consulta que será realizada com o Corpo Social no início de dezembro. Antes de entrar em vigor, o acordo precisa também ser aprovado pela Superintendência da Previdência Complementar (Previc) e pelos órgãos governamentais competentes.


Os representantes dos trabalhadores e a direção do BB também chegaram a acordo para a instalação de processo de negociação, em janeiro de 2011, para avaliar e adotar possíveis alterações do Regulamento do Plano 1 da Previ.


"O acordo, que contempla uma série de reivindicações dos participantes sobre a destinação do superávit acumulado do Plano 1 da Previ, só foi possível porque houve uma ampla união entre os dirigentes eleitos da Caixa de Previdência e as entidades representativas do funcionalismo, entre elas a Contraf-CUT, associações de aposentados e Anabb", afirma José Ricardo Sasseron, diretor de Seguridade eleito da Previ.

Fonte: Contraf-CUT

23.11.10

BANCO DO BRASIL - A GRANDE MÍDIA FAZENDO PAUTA COM MUDANÇAS INTERNAS NO BB. QUEM VÊ, ACHA QUE OS JORNALÕES ESTÃO SUPER PREOCUPADOS COM A EMPRESA BANCO DO BRASIL

Banco do Brasil faz rodízio entre diretores


Foram trocados diretores, superintendentes estaduais e superintendentes regionais; segundo o banco alterações seriam normais a cada dois anos

23 de novembro de 2010 - 22h 30



Lu Aiko Otta e Edna Simão, de O Estado de S. Paulo


BRASÍLIA - O Banco do Brasil pôs em andamento uma ampla dança de cadeiras de executivos. Foram trocados três diretores, nove superintendentes estaduais e dois superintendentes regionais. As mudanças haviam sido anunciadas internamente no último dia 11. Segundo a instituição, as alterações não têm relação com o novo governo. O banco faz um rodízio a cada dois anos, para impor "novos desafios" a seus funcionários mais graduados.


Sérgio Nazaré, que era diretor de governo, passou a ocupar a diretoria de varejo. Com isso, Janio Macedo, que comandava a área de varejo foi para a diretoria da Aliança do Brasil. O posto deixado por Nazaré foi ocupado por Paulo Ricci, que era superintendente do banco em São Paulo.


A mesma lógica de rodízio foi aplicada aos superintendentes. Diretorias e superintendências são exclusivas dos funcionários de carreira do banco.

COMENTÁRIO: EM GERAL, FAZ-SE TANTA PROPAGANDA EM CIMA DESSE NEGÓCIO DE FUNCIONÁRIO SER OU NÃO DE CARREIRA EM POSTOS DE COMANDO, MAS A VERDADE É QUE SER DE CARREIRA NÃO IMPEDE QUE O EXECUTIVO SEJA BOM OU MAL CARÁTER, NEM QUE ELE VÁ TER UMA CONDUTA EXEMPLAR OU NÃO. É O QUE EU PENSO.

Especulação

A mudança provocou especulações sobre uma possível estratégia do novo governo de tomar controle da máquina do banco, independentemente do resultado das negociações políticas para ocupar os postos mais altos da hierarquia. Pelo que se comenta nos corredores, essas alterações estariam ocorrendo sob a bênção de um dos coordenadores da transição, o deputado Antônio Palocci (PT-SP).


Além da presidência, o banco tem nove vice-presidências que podem ser preenchidas por pessoas de fora da corporação. Essas negociações, porém, ficariam para mais tarde. Especula-se que, no início do governo de Dilma Rousseff, os bancos oficiais federais permaneceriam como estão. A permanência de Aldemir Bendine na presidência do Banco do Brasil teria sido reforçada pela manutenção de Guido Mantega no Ministério da Fazenda. Há, porém, rumores de que o comando do banco poderia ficar com Alexandre Abreu, hoje um vice-presidente. Ele também é funcionário da casa.

Fonte: O Estado

BANCO DO BRASIL entrega direito conquistado há dois anos e, mesmo assim, deixou milhares de colegas aposentados de fora. Esse é o BB da IRRESPONSABILIDADE SOCIAL E QUE NÃO CUMPRE O QUE NEGOCIA

BB finalmente disponibiliza plano odontológico para funcionários



Fetec CUT SP

Depois de quase três anos de negociações e promessas, finalmente os funcionários do Banco do Brasil terão direito a assistência odontológica.

O BB DENTAL estará disponível para os bancários da ativa e seus familiares a partir de 19/11. O plano é composto de três segmentos: o BB dental Econômico, BB Dental Executivo e BB Dental Supremo. Todos os funcionários e seus dependentes já foram cadastrados automaticamente no BB Dental Econômico, sem custo.

A implantação acontece após ser firmada uma aliança com a OdontoPrev. Segundo informações do próprio banco, divulgadas em agosto deste ano, a parceria envolve a criação de uma nova empresa com participação de 75% da BB Seguros e de 25% da OdontoPrev em seu capital social.


“O plano odontológico é reivindicação antiga dos funcionários, que já deveria estar implantado desde janeiro deste ano. Apesar de toda enrolação do banco, finalmente conquistamos mais esse benefício. Falta agora estender o benefício aos aposentados e seus dependentes”, afirma Cláudio Luís de Souza, diretor de Bancos Federais da FETEC-CUT/SP

Fonte: Fetec CUT SP

21.11.10

Agenda sindical da semana de 22 a 26 de novembro/2010

SEGUNDA-FEIRA

Reunião nacional na sede da Contraf-CUT

À noite 18h, assembleia no Sindicato dos Bancários em SP.


TERÇA-FEIRA

Dia de trabalho em SP na Contraf-CUT  e no Sindicato.


QUARTA-FEIRA

Dia de trabalho em São Paulo. Estive em reunião no Sindicato e depois na secretaria de formação da Contraf-CUT.

QUINTA-FEIRA

Dia de trabalho na secretaria de formação da Contraf-CUT.


SEXTA-FEIRA

Dia de trabalho em SP - reunião do coletivo BB na parte da tarde no Sindicato.

20.11.10

Nossa guerreira Dilma Rousseff, Presidente do Brasil, diz (sob tortura em 1970) porque combatia a ditadura militar


Apesar de estar enojado com a atitude da imprensa golpista e dos derrotados da direita na eleição brasileira e não concordar com esta exposição nojenta do processo fraudulento da ditadura contra a militante socialista Dilma Rousseff, destaco aqui um pequeno excerto do depoimento - arrancado sob tortura - de nossa presidente eleita Dilma Rousseff explicando porque combatia a ditadura militar brasileira:

"Em depoimento à justiça militar, em 21 de outubro de 1970, Dilma contou ao juiz da 1ª Auditoria da 2ª Circunscrição Judiciária Militar que foi seviciada quando esteve presa no DOPS, em São Paulo. O auditor não perguntou quais tinham sido as sevícias. No interrogatório, Dilma explicou ao juiz por que aderiu à luta armada. O trecho do depoimento é este: ‘que se declara marxista-leninista e, por isto mesmo, em função de uma análise da realidade brasileira, na qual constatou a existência de desequilíbrios regionais de renda, o que provoca a crescente miséria da maioria da população, ao lado da magnitude riqueza de uns poucos que detêm o poder e impedem, através da repressão policial, da qual hoje a interroganda é vítima, todas as lutas de libertação e emancipação do povo brasileiro. Dessa ditadura institucionalizada optou pelo caminho socialista’." (trecho de matéria nojenta no site do jornal O Globo, de 19/11/2010)

Presidente Dilma Rousseff, tenho muito orgulho de ti como brasileira, como mulher, como militante socialista, como representante de um povo que quer um país melhor sob o regime democrático.

Obrigado Dilma Rousseff!

Estarei defendendo o seu governo até com minha vida, se preciso for!

William Mendes, brasileiro, blogueiro progressista.

19.11.10

BB anuncia ampliação de quadro de funcionários no Rio Grande do Norte


"Queremos o tricampeonato", diz superintendente do BB (RN)


Fonte: Tribuna do Norte

Publicação: 19 de Novembro de 2010, às 07:28h

Renata Moura Repórter



O Banco do Brasil, eleito pela segunda vez consecutiva o TOP dos TOPs, ou seja, o nome com o maior percentual de lembrança entre todos os participantes da pesquisa TOP NATAL, planeja reforçar a presença na capital potiguar e o atendimento nas agências em 2011, de olho em um possível tricampeonato na premiação. "A ideia é melhorar ainda mais o posicionamento da nossa marca", diz nesta entrevista o superintendente da instituição no Estado, Otaviano Amantea. Ele antecipa que nos primeiros meses do próximo ano o Banco deverá lançar concurso público para contratação de 300 novos funcionários no RN. O TOP NATAL é promovido pela Tribuna do Norte em parceria com a Consult Pesquisa. A solenidade de entrega das premiações foi realizada ontem.


Qual é a visão do Banco do Brasil sobre o TOP NATAL?


O TOP NATAL é um prêmio que aumenta nossa responsabilidade de melhorar de forma decisiva o atendimento prestado a população de Natal e de todo o Estado.


A que o senhor credita essa vitória pelo segundo ano consecutivo?


Essa vitória é mais que uma vitória. É o reconhecimento da presença do Banco dos brasileiros no inconsciente de cada cidadão e de cada natalense. No ano passado dissemos que queríamos o bicampeonato e conseguimos. Agora queremos o tri.


Qual será a estratégia do Banco para alcançar esse objetivo?


Pretendemos reforçar nossa presença em Natal, principalmente na Zona Norte, e reforçar também nosso atendimento. Estamos anunciando agora em primeira mão que vamos contratar quase 300 novos funcionários para o BB até meados do próximo ano. Temos hoje 1.025 funcionários, iremos para cerca de 1.350 funcionários. Isso significa uma melhoria substancial no atendimento prestado a população. Iremos fazer concurso público para isso. Essas pessoas deverão assumir funções de escriturários. O concurso deve ser lançado nos primeiros meses do ano de 2011.


Qual a necessidade dessas contratações? Tem a ver com a lei das filas (que limita o tempo de espera dos clientes por atendimento)?


Tem a ver com a melhoria do atendimento à população. Temos hoje uma das maiores médias de atendimento do país. Temos 650 mil clientes pessoa física no Estado. Para você ter uma ideia da magnitude desse número, isso significa dizer que temos praticamente 50% da população economicamente ativa com conta no Banco do Brasil. O interior do Estado tem 90 agências bancárias. O Banco do Brasil tem 50. Somos o banco que leva o acesso aos serviços financeiros ao maior percentual de potiguares. E nossa estrategia é reforçar a presença em Natal, principalmente na Zona Norte. No mês de dezembro estaremos inaugurando a agência mais bonita do Estado no Norte Shopping (localizado nessa área da cidade). Vai ser uma agência humanizada, sem porta giratória, para que o cidadão tenha um sensação de pertencimento, de que está comparecendo a uma extensão da sua casa e de que vai ser tratado como dono.


(COMENTÁRIO DO BLOG: 
COMO VENHO DIZENDO, O BANCO ESTÁ ACABANDO COM A SEGURANÇA BANCÁRIA E, QUANDO HOUVER MORTES, SERÁ UMA QUESTÃO DE ÍNDICES E NÚMEROS... QUE ABSURDO!!)


Por que o foco nessa região da cidade?


Porque é uma região populosa, carente de serviços financeiros e estamos fazendo com que a população não tenha que se deslocar para o centro para ter acesso aos serviços bancários. O Banco está indo até a população.


Fonte: Tribuna do Norte

18.11.10

LUCRO DO BB CRESCE; CONDIÇÕES DE TRABALHO ESTÃO CADA DIA PIORES!!

Lucro do Banco do Brasil cresce 32% e soma R$ 2,6 bilhões no 3º trimestre

Agência Estado 16/11/2010

Altamiro Silva Junior


SÃO PAULO - O Banco do Brasil anunciou lucro líquido de R$ 2,625 bilhões no terceiro trimestre de 2010, alta de 32,7% ante o terceiro trimestre do ano passado e queda de 3,7% na comparação com o segundo trimestre deste ano. O banco também informou lucro descontando efeitos extraordinários de R$ 2,578 bilhões no terceiro trimestre, alta de 46,1% na comparação com o mesmo período de 2009.


O resultado acumulado nos nove primeiros meses deste ano foi de R$ 7,7 bilhões, evolução de 28,5% na comparação com igual intervalo de 2009.


A alta do lucro decorre da expansão das operações de crédito, do aumento da receita com prestação de serviços e da contabilização de ganhos atuariais do fundo de pensão dos funcionários do BB, a Previ. O retorno patrimonial do banco foi de 26,2%, mesmo nível do terceiro trimestre do ano passado.


A carteira total de crédito fechou setembro em R$ 365,1 bilhões, expansão de 4,4% na comparação com o segundo trimestre deste ano e de 21,1% em 12 meses. Os empréstimos para pessoas físicas cresceram 25% em 12 meses, puxados por linhas como o crédito consignado, veículos e o financiamento ao consumo. A carteira do segmento superou a marca de R$ 107 bilhões.


Já na pessoa jurídica, a alta foi de 20,1%, com destaque para as operações de micros, pequenas e médias empresas, principalmente capital de giro, que teve expansão de 25%.


O BB terminou o terceiro trimestre com ativos totais de R$ 796,8 bilhões, expansão de 16% ante setembro de 2009. Com esse montante, o banco público se consolida na posição de maior instituição financeira do Brasil e da América Latina. Para reforçar seu capital, o BB concluiu no início do terceiro trimestre uma oferta de ações que rendeu ao todo R$ 9,8 bilhões.


O lucro do BB ficou menor que o do Itaú Unibanco, que anunciou ganho recorde de R$ 3,034 bilhões no terceiro trimestre, e de R$ 9,4 bilhões de janeiro a setembro. Mas superou o do Bradesco, que lucrou R$ 2,5 bilhões nos meses de julho a setembro e R$ 7,1 bilhões nos nove primeiros meses do ano.

Fonte: Contraf-CUT
 
COMENTÁRIO: UMA EMPRESA DESSE PORTE E ATÉ HOJE ELA NÃO TEVE A CAPACIDADE DE APRESENTAR UMA PROPOSTA DE PCS COM INTERSTÍCIO MAIOR AO CORPO FUNCIONAL E TAMBÉM SEGUE TERCEIRIZANDO E PRECARIZANDO OS SERVIÇOS BANCÁRIOS: COMO BANCÁRIO DO BB, MORRO DE VERGONHA DESSA ATITUDE DESSE BANCO PÚBLICO.

16.11.10

FORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO: Importante crítica da CUT ao apelo sexual dos Correios

Nota da CUT


12/11/2010

Central critica publicidade com apelo sexual dos Correios

Escrito por: Artur Henrique, Presidente Nacional da CUT, e Rosane Silva, Secretária Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT

É com indignação que assistimos ao anúncio publicitário dos Correios, veiculado nacionalmente, no qual uma modelo tira a blusa na frente de várias crianças, sob o pretexto de conseguir um autógrafo de um famoso jogador de futebol de salão.


Tal anúncio, além de violar o ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente utiliza-se do apelo sexual do corpo das mulheres para supostamente atrair a atenção para o produto comercializado.


É inaceitável que os Correios, ainda mais por se tratar de uma empresa pública, reproduzam a idéia contida também em inúmeros outros anúncios, que comparam, ou melhor, igualam o corpo das mulheres a um objeto para vender mais mercadorias e aumentar o lucro das empresas.


A CUT, maior Central Sindical da América Latina, ciente da responsabilidade que tem com milhões e milhões de trabalhadores e trabalhadoras que não aceitam o machismo, seja qual for sua manifestação, reafirma seu compromisso com a consolidação de um Brasil justo, democrático e com igualdade entre homens e mulheres. Repudiamos este anúncio, exigimos a imediata retirada de sua veiculação assim como uma ação do Governo para que casos semelhantes não voltem a ocorrer.


Artur Henrique
Presidente Nacional da CUT

Rosane Silva
Secretária Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT

Agenda sindical da semana de 16 a 19 de novembro/2010

NESTA SEMANA ESTOU ABONANDO OS 4 DIAS.

O MOTIVO É PESSOAL, MAS POSSO PARTILHAR AQUI: ESTOU TENTANDO SALVAR UMA MATÉRIA NA FACULDADE CUJA PROVA NA SEXTA-FEIRA EXIGIRÁ MUITAS LEITURAS QUE NÃO FIZ DURANTE AS CAMPANHAS SALARIAL E ELEITORAL DAS ÚLTIMAS SEMANAS.

BANQUEIROS SEGUEM COM SUA META DE EXTINGUIR OS DIREITOS BANCÁRIOS E CONTAM ATÉ COM ADMINISTRAÇÕES PETISTAS PARA ISSO

segunda-feira, 15 de novembro de 2010 18:27


Mercado Municipal de São Bernardo terá correspondente bancário da CEF

Do Diário do Grande ABC

Como parte do processo de revitalização do Mercado Municipal Hélio Masini, no Bairro Rudge Ramos, a Prefeitura de São Bernardo do Campo inaugura amanhã, às 10h, com a presença do prefeito Luiz Marinho, um correspondente bancário da Caixa Econômica Federal (CEF) no local. O endereço ganhará ainda três caixas eletrônicos, entre os quais da própria CEF e do Banco do Brasil. Outras bandeiras também estão sendo analisadas.

A unidade será implantada no mezanino do mercado e faz parte das comemorações do 42º aniversário do estabelecimento, fundado no dia 10 de novembro de 1968. Neste espaço também será incorporada em breve uma Praça de Alimentação.

Para o diretor de Comércio e Serviços da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sdet), Valter Moura Júnior, a chegada desse posto ao mercado vai facilitar o dia-a-dia tanto dos comerciantes quanto dos consumidores. "O correspondente oferecerá diversos serviços bancários, entre os quais pagamento de contas, saques, depósitos e transferências, entre outros, mas em menor escala. Esse atendimento será muito importante devido ao perfil do consumidor do mercado, que na maioria das vezes prefere pagar suas contas com dinheiro ao invés de usar o cartão. Além disso, os comerciantes terão mais comodidade para efetuar suas operações", cita Valter Moura Júnior.

COMENTÁRIO: ISSO VAI SER UMA BELEZA PARA OS ASSALTANTES, POIS UMA DAS MARAVILHAS DO CORRESPONDENTE BANCÁRIO É LIVRAR A CARA DOS BANQUEIROS COM RELAÇÃO AOS CUSTOS NORMAIS DE OPERAÇÃO E A NÃO EXIGÊNCIA DE SEGURANÇA BANCÁRIA PARA PROTEGER OS TRABALHADORES, CLIENTES E USUÁRIOS.

História - No dia 10 de novembro de 1968, inaugurava-se o Mercado Municipal de Rudge Ramos, que, atualmente, leva o nome de Mercado Municipal Hélio Masini. Localizado no bairro de Rudge Ramos, é um dos pontos comerciais mais tradicionais da cidade e oferece a oportunidade de encontrar em um só local uma infinidade de artigos.

Único mercado da região do Grande ABC que resistiu ao tempo, o estabelecimento registra em torno de mil visitantes por dia de semana e quase o dobro nos finais de semana. Com 65 estabelecimentos, entre lojas de roupas, sapatos e lanchonetes, além dos tradicionais estandes de frutas e especiarias, o empreendimento funciona de segunda a sábado, das 8h às 18h. O Mercado Municipal fica na Avenida Caminho do Mar, 3.344, no Rudge Ramos.

A administração do prédio é da Prefeitura e conta com a parceria da Associação dos Lojistas para manter a ordem e a limpeza, proporcionando aos usuários segurança e bem-estar.


COMENTÁRIO: SE NÃO CONSEGUIRMOS BARRAR ESSA SANHA DE PRECARIZAR E TERCEIRIZAR O TRABALHO BANCÁRIO, NÓS SEREMOS EXTINTOS ENQUANTO CATEGORIA ORGANIZADA COM DIREITOS COLETIVOS HÁ DÉCADAS.

8.11.10

Agenda sindical da semana de 8 a 12 de novembro/2010

SEGUNDA-FEIRA

Dia de trabalho na regional Paulista na parte da tarde. Estive no prédio da Super e na posse dos funcionários novos do BB.


TERÇA-FEIRA

Pela manhã, na Contraf-CUT.

OLT = fiz Folha Bancária na ag. Rio Pequeno


QUARTA-FEIRA

OLT = visitei as agências Vieira de Carvalho e 7 de Abril e conversei com os colegas do banco.

Plenária na regional norte: estivemos na Marambaia conversando com dezenas de colegas sobre questões do BB de incorporação do BNC (Eu, Paulo, Claudio Luis, Helena e Ana Carolina do Dieese).


QUINTA-FEIRA

Dia de trabalho na secretaria de formação da Contraf-CUT em SP.


SEXTA-FEIRA

Dia de trabalho em SP. Na parte da tarde estive em reunião do coletivo BB no Sindicato.

6.11.10

Plínio de Arruda Sampaio, líder do PSOL, não acredita na educação e na formação e prefere a repressão e a violência!





Como secretário de formação sindical e militante de esquerda discordo completamente da opinião do líder do PSOL em relação às suas posições favoráveis à repressão para "unificar" a esquerda e o povo.


Plínio, do PSOL, afirma o seguinte:


"No Serra, temos a repressão, em Lula a cooptação. Entre a repressão e a cooptação, acho mais favorável a repressão, que aliás já enfrentei. Mas é melhor porque a repressão unifica, as pessoas se unem, vão para as ruas. Hoje não tem ninguém na rua, é uma geleia geral. Para a esquerda, é preferível um regime repressivo que cooptador." (Em entrevista ao Jornal do Brasil de 3 de nov/2010)


COMENTÁRIO:

Sinceramente, eu até compreendo as alianças táticas com partidos mais liberais e conservadores nos momentos de construir coligações para disputar eleições e pleitos que possibilitem mudanças que favoreçam a classe trabalhadora em processos democráticos - aliás, como ocorreu em vários países latino-americanos para combater a repressão das ditaduras militares.

Agora, pregar o contrário, que é melhor a repressão para unificar, é de uma "liberdade expressiva" perigosa e diria até incentivadora para aqueles grupos da elite e de direita que já não costumam prezar e respeitar os direitos humanos de pobres, negros, nordestinos, mulheres, imigrantes, ciganos etc, ou seja, o diferente, o diverso, a alteridade.

Não à toa que, em geral, nunca me identifiquei com esses "pseudo-esquerdistas e revolucionários" que pregam teorias que na vida prática nunca pensam nas pessoas envolvidas com as situações de vida reais e objetivas.

Mas, quero fazer o debate nos espaços em que milito - movimento sindical - e junto aos trabalhadores que represento, sobre esta postura do PSOL, de preferir a repressão aos movimentos populares e sociais.


UMA PESSOA E UM PARTIDO QUE DEFENDEM A REPRESSÃO À COOPTAÇÃO, SIMPLESMENTE NÃO ACREDITAM E NÃO DEFENDEM A EDUCAÇÃO E A FORMAÇÃO LIBERTADORA.


Acho lamentável essa opinião do Plínio de Arruda Sampaio do PSOL.


A pergunta que quero fazer é para as pessoas que eventualmente votaram no PSOL, se concordam com esse tipo de bandeira. Concordam?


3.11.10

JÁ PASSOU DA HORA DE BARRARMOS ESSA EXCRESCÊNCIA DO CORRESPONDENTE BANCÁRIO, QUE VIROU PRECARIZAÇÃO DO TRABALHO BANCÁRIO

Regra de correspondente em revisão


Valor 01/11/2010

Adriana Cotias


A oferta de crédito por meio da rede de correspondentes bancários, representada por uma malha de cerca de 160 mil estabelecimentos comerciais, entre farmácias, supermercados, lotéricas e agências dos Correios, está emperrada. Os bancos estão às voltas com questões bem específicas acerca do tema e têm discutido com o Banco Central (BC) mudanças no marco legal para sair dessa encruzilhada.

O principal dilema enfrentado pelos comerciantes que atuam como correspondentes é o risco trabalhista, com ex-empregados acionando as empresas na Justiça e pedindo equiparação de benefícios de bancários, conta o diretor setorial de correspondente bancário da Febraban (Federação Brasileira de Bancos), Frederico Guilherme Fernandes de Queiroz Filho. Em decisões de primeira instância, há resultados favoráveis ao trabalhador. "Quando o correspondente só recebe contas é mais fácil de defender, porque, a rigor, qualquer estabelecimento pode se credenciar junto às concessionárias de serviços públicos para esse tipo de serviço, mas o crédito acentua essas questões, os papéis precisam ficar mais claros."

A resolução nº 3.110, do Conselho Monetário Nacional (CMN), de julho de 2003, prevê que as empresas contratadas pelos bancos como correspondentes recepcionem e encaminhem propostas de empréstimos e financiamento e até façam a análise do cadastro. Mas o processo não se encerra ali, é o banco que vai efetivamente aprovar a operação, afirma Queiroz Filho. "O que caracteriza o trabalho da instituição financeira é a captação e a aplicação de recursos, o funcionário de um correspondente não está fazendo isso."

O recebimento de contas e o pagamento de benefícios representam 80% das transações que passam pelos correspondentes bancários. É pouco para uma malha de 160 mil pontos de atendimento, infraestrutura construída na última década baseada em alta tecnologia e que supera em larga medida as 20 mil agências bancárias tradicionais.

Outro problema que tem batido às portas do modelo correspondente atual são alguns projetos de leis municipais que têm requerido a adoção de medidas de segurança nos correspondentes, similares às de uma agência bancária: portas giratórias, câmeras e vigilância. São itens onerosos para ser bancados pelos correspondentes e, se esse custo couber aos bancos, não há incentivo econômico para se expandir a rede por essa via, diz Queiroz Filho.

Segundo o executivo, também da área de canais do Banco do Brasil, o BC é sensível às preocupações das instituições financeiras. Tanto que, diz ele, no início do ano, ao elaborar seu planejamento, introduziu a questão da "promoção da inclusão financeira" em seus objetivos estratégicos, a serem cumpridos de 2010 a 2014. Em abril, foi instituída uma equipe no Departamento de Normas do Sistema Financeiro (Denor), especialmente para tratar do assunto. Procurado, porém, o BC informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que não se manifestaria.

A percepção é que da forma como foi consolidado o marco legal dos correspondentes, em 2003, para nortear a prestação de serviços financeiros fora da agência bancária tradicional - quando o mercado tinha 25% do tamanho que tem hoje -, ele não dará conta de assegurar crédito aos mais pobres e motivar essa rede a fazer mais do que simplesmente receber contas. Segundo diagnóstico do Centro de Estudos em Microfinanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV), o próximo presidente terá que mexer na regulação para que ela contemple a diversidade de correspondentes existentes no país, defina responsabilidades e inclua indicadores de desempenho social como forma de medir a eficácia desses agentes como indutores de desenvolvimento econômico.

Um dos problemas potenciais associado ao uso do canal de forma mais intensa para distribuir crédito é o endividamento excessivo das famílias, caso a oferta não seja feita de forma ordenada e casada com programas de educação financeira, aponta o professor de finanças Lauro Gonzales, coordenador da área de microfinanças da FGV. "Pessoas vão ser contratadas para divulgar o crédito, mas como ficam definidas as responsabilidades e os direitos de defesa do consumidor num cenário de grande expansão junto a uma população pouco habituada a usar o crédito?"

Para o pesquisador, não dá para tratar de maneira igual um banco comunitário como o Palmas, em Fortaleza, uma instituição notadamente voltada para o desenvolvimento local, e um correspondente situado numa região de alto poder aquisitivo, instalado, por exemplo, na rua Sete de Abril, centro de São Paulo, com o objetivo de desafogar o fluxo das agências do entorno. "Num momento de ascensão social, em que a população vai demandar produtos financeiros mais sofisticados, faz sentido usar esse canal. Mas o marco legal precisa contemplar os segmentos diferentes, porque os riscos são diferentes também.

COMENTÁRIO:
VAMOS DISCUTIR O TEMA NO MOVIMENTO SINDICAL E PENSAR AS FORMAS DE BARRAR ESSA PRECARIZAÇÃO FRAUDULENTA DOS DIREITOS DOS BANCÁRIOS NO BRASIL.

Agenda sindical da semana de 1o a 5 de novembro/2010

SEGUNDA-FEIRA

Folga


TERÇA-FEIRA

Feriado Nacional - Finados


QUARTA-FEIRA

Dia de trabalho na Contraf-CUT na parte da tarde


QUINTA-FEIRA

Dia de trabalho na Contraf-CUT - executiva


SEXTA-FEIRA

Dia de trabalho em SP.

Reunião do coletivo de diretores do BB no Sindicato à tarde.

1.11.10

Brasil elege sua primeira mulher presidente - Dilma Rousseff - Do Partido dos Trabalhadores



Viva o Brasil! Viva a classe trabalhadora!

Camaradas de lutas, aumentou muito a nossa missão em organizar os sindicatos e o movimento social para disputar o governo de composição Dilma Rousseff (PT) com Michel Temer (PMDB) e demais aliados bastante heterogêneos.

Como sindicalista que sou (estou), digo que temos que ter mais pressão de base sindical e política, desde já!

Lutar todos os dias nos próximos anos é o que proponho!

Companheiro(a)s, temos que politizar jovens estudantes e trabalhadores da nova "classe média".

Somos fortes, somos CUT!

Convoco a todo(a)s pra luta!

William, secretário de formação da Contraf-CUT e diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região